O catarinense Pedro Barros conquistou a primeira medalha brasileira no skate park e a terceira medalha do país na estreia do skate em Olímpiadas.

A princípio, o melhor brasileiro no skate park na atualidade chegava a Tóquio com sede de medalha. E assim, entrou na pista nessa madrugada de quinta-feira (05, horário de Brasília) e saiu direto para a história do esporte olímpico nacional.

Assim, ainda nas eliminatórias o Brasil demonstrou que queria mais uma vez subir ao pódio do esporte que estreava nos jogos. Dessa forma, além de Pedro, também se classificaram para a final Luiz Francisco e Pedro Quintas.

Pedro Quintas infelizmente não conseguiu desempenhar o mesmo nível de atuação da fase eliminatória e ficou longe da disputa de pódio. Por outro lado, Luizinho mostrou para que veio e com uma ótima apresentação na última corrida ficou a 1 ponto de garantir uma dobradinha brasileira no pódio.

No entanto, foi Pedro de Barros, um orgulhoso catarinense de 26 anos, que brilhou mais que o escaldante sol japonês. Assim, na sua primeira nota já conseguiu 86,14. Entretanto, abaixo do 94,04 do australiano Keegan Palmer.

Aliás, o brasileiro deu seu máximo para alcançar o australiano e conquistar o ouro. Porém, somente ele próprio o ultrapassou, quando em sua última nota conquistou 95,83 e garantiu o ouro.

Tristeza para Pedro? Jamais. Dessa forma, o atleta garantiu a terceira medalha brasileira no skate, entrou para a história do esporte olímpico brasileiro como primeiro medalhista no skate park e levou ainda mais magia para a Ilha que mora no seu coração e no seu skate.

Imagem destaque: Divulgação/COB

Deixe seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.