Nas duas semifinais dessa última quarta-feira(16), os times da casa pecaram e deram a oportunidade para os rivais decidirem as séries em frente as suas torcidas.

Philadelphia 76ers x Atlanta Hawks

Se algo que o 76ers ensinou na partida de ontem, foi como entregar o jogo para o adversário. Tudo parecia resolvido até o fim do terceiro quarto eles lideravam o jogo por 18 pontos de diferença e precisavam apenas administrar a partida. Porém ninguém contava com as decisões questionáveis do técnico Doc Rivers, que trouxeram o resultado negativo.

Antes mesmo de sequer a partida chegar perto do final, o técnico começou a colocar seus reservas em quadra e isso trouxe uma amarga surpresa. Era óbvia a diferença entre os elencos, o que alavancou uma reação do Hawks que anotou 40 pontos contra meros 19 pontos dos rivais. Mesmo com os titulares de volta á quadra, o 76ers perdeu totalmente o controle das ações do jogo.

A ascensão X A decadência

Está partida teve um grande destaque para o banco do Hawks que alavancou a reação, mas a estrela de Trae Young brilhou novamente. Além de quebrar seu recorde de pontos nos playoffs, com 39 pontos, cavou uma falta que garantiu três lances livres no final da partida.

Porém pelo lado do 76ers, o fardo de “estrelas” foi muito pesado. Começando por Ben Simmons que foi levado propositalmente a linha de lance livre e só converteu 2 dos 8 arremessos. Mas com toda certeza a maior decepção do torcedor foi com Joel Embiid. O pivô fez um primeiro quarto perfeito sem erros, porém na hora da decisão perto do final sofreu a falta e errou os dois lances livres, que deram margem para o aumento na diferença de pontos.

Utah Jazz x Los Angeles Clippers

Com toda a certeza o torcedor do Jazz aguardava uma vitória, jogando em casa com apoio e contando com o desfalque da principal estrela do adversário, tudo estava encaminhado. Porém em uma partida totalmente equilibrada, o time visitante estragou a noite de quem esperava o resultado positivo.

Sem Kawhi? Sem problema

Antes da partida a preocupação do Clippers era clara, como seria possível jogar em 100% sem seu maior astro? Então Paul George e Marcus Morris deram conta do recado combinando para 62 pontos, sem contar com Reggie Jackson que anotou 21 pontos. Está atuação talvez seja obrigada a se repetir até as finais caso o time queira o título, pois a lesão de Kawhi é no joelho e pode retirá-lo para o resto até o fim dos playoffs.

O atual panorama

As vidas do Utah Jazz e do 76ers não estão nada fáceis, agora que estão atrás em suas séries terão de buscar uma reação na casa dos adversários nesta sexta-feira(18). Será que as disputas se encerram na partida de número 6, ou tudo irá se resolver apenas no domingo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.