Apesar de o chassis ser o mesmo de 2020, alterações na aerodinâmica e volta da parceria com a montadora são as novidades; Ricciardo e Norris formam dupla e tocam rock

A McLaren foi a primeira das dez equipes da Fórmula 1 a lançar o carro para a temporada 2021, nesta segunda-feira, numa transmissão pela internet da fábrica de Woking, na Inglaterra.

O modelo MCL35M tem o mesmo chassis da temporada passada, mas tem diversas novidades na parte aerodinâmica e marca a retomada da parceria com a Mercedes para o fornecimento de motores.

Por regulamento, devido ao corte de custos pela pandemia de coronavírus, todas as equipes da F1 usarão os carros do ano passado. No entanto, também por regulamento, houve alterações nas asas e nos assoalhos para que a pressão aerodinâmica seja reduzida e, consequentemente, as velocidades em curva também caiam.

Mas a grande novidade da McLaren é a volta dos motores Mercedes. Entre 1995 e 2014, a equipe teve uma vitoriosa parceria com a montadora e conquistou três títulos de pilotos, dois com Mika Hakkinen (1998 e 1999) e um com Lewis Hamilton (2008), além de um campeonato de construtores (1998). Isso fez com que fossem alterados, por tabela, câmbio, refrigeração e conexões internas.

Deixe seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.