O Flamengo foi derrotado pelo Racing no Maracanã, pelo segundo jogo das oitavas de final da Libertadores. Após o empate por 1×1 no tempo normal, o clube de Avellaneda levou a melhor na cobrança de pênaltis, vencendo por 5×3.

Com o resultado, os argentinos agora esperam o adversário das quartas de final, que sairá do confronto entre Inter x Boca Juniors.

O jogo

O treinador Rogério Ceni contou com a volta de jogadores importantes recuperados de lesão. Rodrigo Caio e Isla começaram como titular, enquanto Pedro começou no banco. Porém, Gabigol, que ainda estava em fase de transição física, não pôde atuar. A formação utilizada foi mais uma vez o 4-2-4 com Arrascaeta, Bruno Henrique, Vitinho e Éverton Ribeiro na linha de ataque.

O Racing, por sua vez, entrou em campo com o mesmo time do jogo de ida. O técnico Beccacece ainda repetiu o esquema com três zagueiros, com um 5-4-1 na fase defensiva e um 3-5-2 na ofensiva.

No primeiro tempo, o Flamengo buscou tomar a iniciativa do jogo, dominando a posse de bola e marcando a saída de bola argentina. O Racing, em contrapartida, ficou mais fechado em seu campo de defesa, esperando encontrar situações para ataques rápidos.

O time Rubro-Negro perdeu duas grandes chances com Vitinho. Na primeira, após bola recuperada próximo à área, o atacante ficou cara a cara com o goleiro, que defendeu o chute. Já na segunda boa oportunidade, Vitinho recebeu passe de Arrascaeta e, sozinho, chutou para fora. E a partida foi para intervalo 0x0.

Na segunda etapa, o jogo seguiu o mesmo panorama. Mas, aos 62 minutos, Rodrigo Caio fez falta na intermediária, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Na cobrança da infração, o Racing abriu o placar com gol de Sigali. 1×0 para os argentinos.

Mesmo com um a menos, o Flamengo partiu para o ataque, precisando de um gol para levar a partida para os pênaltis. E ele veio. Aos 92, Willian Arão empatou após cobrança de escanteio. Tudo igual.

Nas penalidades máximas, o Racing converteu todas as suas cobranças. E o Flamengo não teve o mesmo sucesso. No roteiro mais manjado possível, Arias defendeu o pênalti de Willian Arão, fazendo com que o volante fosse de herói a vilão em minutos.

Com isso, em pouco de tempo de Flamengo, o treinador Rogério Ceni já carrega o peso de duas eliminações no comando do clube.

Próximo jogo

O Flamengo volta a campo no sábado, 05/12, as 17h, pelo campeonato brasileiro. Os Rubro-Negros vão enfrentar o Botafogo no clássico carioca, no estádio Nilton Santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.