Na terceira partida das finais da conferência leste, o Clippers conseguiu uma reação em casa e mostrou que essa série ainda pode ir longe.

O resultado que a torcida esperava

Na última disputa entre o Clippers e o Suns, nesta quinta feira(24), a torcida fez sua parte e recebeu nada menos que o esperado. A primeira vitória do time de Los Angeles nessas finais foi convincente e trouxe um novo gás para a disputa, que em um primeiro panorama seria dominada apenas por um dos lados.

Esta partida terminou em 106 a 92 para o time da casa, o placar com maior diferença até agora na decisão entre os rivais. Tal placar mostrou o quanto o Clippers é forte em casa e que essas finais estão longe de ser decidas, logo que muitos esperavam outra varrida do Suns.

Senso de urgência

Diferentemente da segunda partida da série, no último embate o Clippers contou e foi comandado por Paul George. Ele pegou 15 rebotes, deu 8 assistências e combinando com Reggie Jackson eles marcaram 50 pontos.

Sem contar o segundo período que houve um deslize do Clippers e os visitantes tomaram a frente do placar por 2 pontos de diferença, o resto da partida foi de total controle deles.

Aproveitamento longe do esperado

Pelo lado no Suns Chris Paul voltou a jogar, após cumprir o protocolo de COVID-19 e decepcionou quem esperava uma volta arrasadora. Ele e Devin Booker anotaram apenas 15 pontos cada, em uma noite longe do ideal do aproveitamento de ambos. Vale lembrar que Booker jogou com uma máscara por quebrar o nariz no choque com Patrick Beverly, mesmo dizendo que não atrapalharia seu jogo, o incômodo foi claro.

Próximo episódio

A quarta partida vai ocorrer sábado novamente na casa dos Los Angeles Clippers, o time é o único na história dos playoffs que correu atrás da reação do placar de 2 a 0 em todas as rodadas. Será que teremos mais uma reação e virada do time de Los Angeles?

Deixe seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.