Em um jogo muito disputado o Suns conquistou a vitória por 104 a 103 e lidera com folga o placar agregado das finais.

O equilíbrio

A partida de ontem foi uma disputa que pouco foi vista nesses playoffs, a maioria dos embates foi marcada por placares elásticos ou viradas históricas. Mas o jogo de ontem mostrou um equilíbrio digno de finais de conferências.

O placar não chegou em nenhum momento a ter dois dígitos de diferença, pois enquanto o Suns sofria com as bolas de três que seu adversário marcava, os mesmos não conseguiam parar Ayton no garrafão.

Ambas as defesas estavam bem postadas e em certos momentos nenhum dos times sequer conseguiam pontuar, foi um jogo decidido por meros detalhes.

A surpresa do Suns

Para muitos a ausência de Chris Paul, que está seguindo o protocolo após contrair COVID-19 seria fatal, mas Cameron Payne acabou com as dúvidas. O substituto do astro tomou toda a responsabilidade anotando 29 pontos e 9 assistências, deixando a atuação apagada de Devin Booker de lado, que mesmo não estando em seu melhor dia anotou 20 pontos.

Responsabilidade que pesa

Com toda certeza o torcedor do Los Angeles Clippers tem a quem culpar por este resultado, Paul George. Uma das referências na equipe deu de bandeja a possibilidade para o Suns ganhar a partida. Faltando 8.2 segundos para o fim da partida, o ala errou dois lances livres que poderiam aumentar a diferença no placar para três pontos, forçando o adversário a chutar uma bola arriscada no final. A punição deste erro foi a derrota.

A ponte

Após os erros de Paul George, o Suns tentou uma jogada que não deu certo e a bola foi para o fundo da quadra, ainda em sua posse, restavam 0.7 segundos e a diferença no placar era de 1 ponto. Então Jae Crowder encontrou com uma ponte aérea incrível, DeAndre Ayton, que sem desperdiçar movimento algum cravou a bola virando o jogo nos últimos instantes. O lance chegou a ser revisto e muito discutido, mas a decisão final validou a cesta.

Próximos embates

Com as duas vitórias em casa o Phoenix abriu uma boa vantagem, porém as próximas duas partidas serão disputadas na casa do Clippers. Será que o time de Los Angeles vai ter forças para reagir, ou presenciaremos outra varrida do Suns?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.