Atletas que brilharam no Brasileirão e no Brasileiro Feminino foram premiados na noite desta sexta-feira, no Rio de Janeiro.

A noite de sexta-feira (26) foi de homenagens na sede da CBF. O Prêmio Brasileirão 2020 reuniu os principais destaques do Campeonato Brasileiro nesta temporada. Entre o Brasileirão Assaí, o Brasileiro Feminino A-1 e outras divisões do torneio nacional, foram premiados os melhores atletas e técnicos do nosso futebol, entre outras homenagens.

A cerimônia foi aberta com um discurso do Presidente da CBF. Durante sua fala, Rogério Caboclo, discorreu sobre os principais desafios desta temporada, que apresentou tantas dificuldades por conta da pandemia de covid-19. O Presidente mostrou todo o orgulho na realização da temporada com a manutenção de todas as competições organizadas pela CBF.

O Prêmio Brasileirão 2020 coroou principalmente as temporadas de Flamengo e Corinthians, que foram campeões, respectivamente, do Brasileirão Assaí e do Brasileiro Feminino A-1. O Rubro-negro, além do título, que foi celebrado pelo Presidente Rodolfo Landim e pelo capitão Diego Ribas, teve dois jogadores na Seleção do Campeonato: Gerson e Gabriel Barbosa, que foi melhor atacante e Craque da Galera. Na Seleção do Brasileiro Feminino A-1, o Corinthians foi representado por seis jogadoras.

Os grandes destaques individuais da noite foram Claudinho, do Red Bull Bragantino, e Gabi Zanotti, do Corinthians, que foram os Craques do Brasileirão. Além do maior prêmio individual da noite, Claudinho ainda foi eleito como revelação e melhor meia do Brasileirão Assaí, além de conquistar o prêmio de artilheiro ao lado de Luciano, que também marcou 18 gols. Gabi Zanotti, por sua vez, entrou para a Seleção do Campeonato como melhor meia e foi, junto com Carla Nunes, a jogadora com maior número de troféus na noite desta sexta.

Fora das quatro linhas, o Prêmio Brasileirão ainda homenageou os técnicos Arthur Elias, do Corinthians, e Abel Braga, do Internacional, que foram eleitos os melhores do Brasileiro Feminino e do Brasileirão Assaí, respectivamente. Além dos técnicos, o melhor quarteto de arbitragem do Campeonato Brasileiro foi homenageado durante a cerimônia. Em um ranking estabelecido pelos critérios técnicos da Comissão de Arbitragem, os melhores foram: Leandro Vuaden (árbitro), Neuza Back (auxiliar), Rodrigo Correia (auxiliar) e Wagner Reway (árbitro de vídeo).

Ao longo do evento, foram também celebrados os grandes campeões do Campeonato Brasileiro. Mirassol (Série D), Vila Nova (Série C) e Chapecoense (Série B) e Napoli (Feminino A-2) foram lembrados com vídeos, enquanto Flamengo e Corinthians foram representados no palco do Prêmio Brasileirão.

Brasileirão Feminino 2020:

  • Craque: Gabi Zanotti (Corinthians)
  • Craque da Galera: Kaká (Flamengo)
  • Revelação: Jaqueline (São Paulo)
  • Gol Mais Bonito: Ingryd (Corinthians)
  • Melhor Goleira: Letícia (Corinthians)
  • Melhor Zagueira: Agustina (Palmeiras)
  • Melhor Zagueira: Érika (Corinthians)
  • Melhor Lateral: Tamires (Corinthians)
  • Melhor Lateral: Bruna Calderan (Avaí/Kindermann)
  • Melhor Volante: Andressinha (Corinthians)
  • Melhor Volante: Julia Bianchi (Avaí/Kindermann)
  • Melhor Meia: Gabi Zanotti (Corinthians)
  • Melhor Meia: Duda (Avaí/Kindermann)
  • Melhor Atacante: Carla Nunes (Palmeiras)
  • Melhor Atacante: Lelê (Avaí/Kindermann)
  • Melhor Técnico: Arthur Elias (Corinthians)

Brasileirão Série A

  • Craque: Claudinho (Red Bull Bragantino)
  • Craque da Galera: Gabigol (Flamengo)
  • Revelação: Claudinho (Red Bull Bragantino)
  • Artilheiro: Luciano (São Paulo)
  • Gol Mais Bonito: Everton Ribeiro (Flamengo)
  • Melhor Goleiro: Weverton (Palmeiras)
  • Melhor Zagueira: Gustavo Gómez (Palmeiras)
  • Melhor Zagueira: Victor Cuesta (Internacional)
  • Melhor Lateral: Fagner (Corinthians)
  • Melhor Lateral: Guilherme Arana (Atlético-MG)
  • Melhor Volante: Edenílson (Internacional)
  • Melhor Volante: Gerson (Flamengo)
  • Melhor Meia: Claudinho (Red Bull Bragantino)
  • Melhor Meia: Vina (Ceará)
  • Melhor Atacante: Gabigol (Flamengo)
  • Melhor Atacante: Marinho (Santos)
  • Melhor Técnico: Abel Braga (Internacional)
Arbitragem

Leandro Vuaden (árbitro), Neuza Back e Rodrigo Correia (auxiliares) e Wagner Reway (árbitro de vídeo)

Não é só Futebol

Marivaldo Francisco da Silva, torcedor do Sport Recife

Fair Play

Clube Atlético Mineiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.