ESPORTESNET

A Red Bull Powertrains e a Ford vão desenvolver a unidade de potência híbrida de nova geração para as equipes Oracle Red Bull Racing e Scuderia AlphaTauri, de 2026 até pelo menos 2030

A Ford está de volta à Fórmula 1 depois de mais de duas décadas. A marca firmou uma parceria técnica estratégica de longo prazo com a Red Bull Powertrains para o desenvolvimento do sistema de propulsão híbrida de nova geração que será usado a partir da temporada de 2026.

A Red Bull Ford Powertrains vai fornecer as unidades de potência para as equipes Oracle Red Bull Racing e Scuderia AlphaTauri, a partir de 2026 até pelo menos 2030.

“Este é o início de um novo capítulo emocionante na história do automobilismo da Ford, que começou quando meu bisavô venceu a corrida que ajudou a lançar nossa empresa”, disse Bill Ford, presidente executivo. “A Ford está voltando ao topo do esporte, ao lado da campeã mundial Oracle Red Bull Racing, trazendo a longa tradição da Ford em inovação, sustentabilidade e eletrificação para um dos palcos de maior visibilidade do mundo.”

A partir de 2023, a Ford e a Red Bull Powertrains trabalharão para desenvolver a unidade de potência que fará parte do novo regulamento técnico, incluindo um motor elétrico de 350 kW e um novo motor a combustão capaz de usar combustíveis totalmente sustentáveis, para a temporada de 2026.

“O retorno da Ford à Fórmula 1 com a Red Bull Racing tem tudo a ver com onde estamos indo como empresa – veículos e experiências modernos, cada vez mais elétricos e definidos por software”, disse Jim Farley, presidente e CEO da Ford. “A F1 será uma plataforma de incrível custo-benefício para inovar, compartilhar ideias e tecnologias e interagir com dezenas de milhões de novos clientes.”

A Ford vai fornecer conhecimento técnico em todas as áreas nas quais possa agregar valor à equipe líder do mundial. As áreas a serem exploradas em conjunto incluem o desenvolvimento de motores a combustão e outras tecnologias chaves, como células de bateria, motores elétricos e softwares de controle e análise de unidades de potência.

“É fantástico receber a Ford de volta à Fórmula 1 por meio dessa parceria”, disse Christian Horner, diretor e CEO da equipe Oracle Red Bull Racing. “Como produtora independente de motores, poder contar com a experiência de uma fabricante como a Ford nos coloca em uma boa posição frente à concorrência. Ela têm uma rica história no automobilismo que abrange gerações. De Jim Clark a Ayrton Senna e Michael Schumacher, a linhagem fala por si. Para nós, da Red Bull Powertrains, abrir o próximo capítulo dessa dinastia, como Red Bull Ford, é tremendamente emocionante. 2026 ainda está longe, mas para nós o trabalho já começa e vemos um novo futuro com evolução contínua para a Oracle Red Bull Racing.”

A Ford está investindo US$ 50 bilhões para liderar a revolução dos veículos elétricos em todo o mundo. É a segunda empresa em veículos elétricos nos EUA, impulsionada pelo sucesso da F-150 Lightning e do Mustang Mach-E, e líder em muitos mercados ao redor do mundo com a E-Transit. A Ford está trabalhando para atender à crescente demanda dos consumidores, com uma produção anual de 600.000 veículos elétricos globalmente até o final deste ano e 2 milhões até o final de 2026, como parte do plano Ford+.

Em 2026, a Ford será a única fabricante a disputar desde as categorias de base até a Fórmula 1, incluindo WEC e IMSA. Ela estará nas 24 Horas de Le Mans com o Mustang GT3, no WRC com o M-Sport Ford Puma Hybrid Rally1, na Baja 1000 com a Ranger Raptor e o Bronco, e na NASCAR, NHRA e Supercars com o Mustang. A Ford continua a usar as competições para acelerar a inovação e o desenvolvimento de tecnologias e softwares para os consumidores, o que será reforçado através dessa nova parceria na categoria máxima do automobilismo, com foco nos futuros veículos elétricos da marca.

“Estamos entrando em uma era nova e empolgante da Ford Performance”, disse Farley. “Vamos competir para vencer na F1, o topo do automobilismo, com a Red Bull Racing. Você também verá o cupê esportivo mais popular do mundo, o Mustang, correndo nas categoria de base até na Supercars da Austrália, na NASCAR e em Le Mans. Vamos buscar a liderança off-road no Campeonato Mundial de Rally, no King of Hammers e Baja 1000, entre outros. E continuaremos a entusiasmar o mundo com conceitos legais como a SuperVan 4 e o Mustang Mach-E 1400.”

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.