Pentacampeão da Stock Car crava a pole e desabafa sobre fase difícil: “Estou feliz para caramba, mas é mais de alívio”

Quem viu Cacá Bueno recebendo o troféu Pole Position Qualcomm Snapdragon da Stock Car, pela conquista do primeiro lugar no grid foi surpreendido pela explosão de alegria do experiente piloto de 44 anos, que ao longo de duas décadas de atuação na categoria conquistou cinco títulos e permanece como o maior vencedor em atividade.

Ao tomar posse do troféu, façanha que também lhe concedeu dois pontos no campeonato, Bueno literalmente urrou de alegria, no mais puro desabafo de alguém que parece ter chegado ao final de uma fase difícil.

“Estou feliz para caramba, mas é mais de alívio. Parece que eu tirei um caminhão das costas”, disse a um repórter. “Agora é vida nova”.

Façanha

A emoção é fácil de entender. O ano de 2020, quando terminou apenas no 17º lugar, foi o pior da carreira de Bueno na Stock Car. Além disso, o piloto carioca não cravava uma pole desde a etapa do Velopark de 2018.

A façanha foi valorizada pelo fato de que, entre 32 carros inscritos, 28 registraram tempo dentro do mesmo segundo. “2020, quem acompanhou, sabe que foi terrível.

E 2021, parece, vai ser um ano diferente. Desde o primeiro treino o carro funciona”, justificou o pole position.

“É óbvio que eu não vou fazer 12 poles positions, ninguém faz isso. Mas só de saber que a gente está começando o ano com uma boa equipe e com um grande carro, muda tudo. Muda o aspecto, a confiança. Já recebi mensagens.

E muda a torcida, a relação com o patrocinador. Muda tudo. Vamos trabalhar para terminar o ano tão felizes quanto a gente tá começando, mas já pinta um ano diferente em 2021″

previu o pentacampeão
Cacá Bueno vibra com a pole em Goiânia na primeira prova da Stock Car Pro Series 2021
Cacá: “2020, quem acompanhou, sabe que foi terrível”
(Duda Bairros/Stock Car)

A alegria pela pole foi grande, mas a dificuldade de conquista-la também. O tempo de Bueno foi apenas 0s005 melhor que o registrado pelo segundo colocado, o tricampeão Daniel Serra. Colado nele, o atual campeão – e também dono de três títulos –, Ricardo Maurício.

O experiente Allam Khodair completou a segunda fila, fechando o grupo dos quatro Chevrolet Cruze que dominaram o treino. A terceira fila é toda dos Toyota Corolla: o atual vice-campeão da Stock Car, Ricardo Zonta ficou em quinto, seguido pela jovem promessa Bruno Baptista, um nome a ser observado em 2021.

Apenas 5 milésimos

“Largar em segundo é bom. Mas, claro, nós tínhamos carro para brigar pela pole”, ponderou Daniel Serra. “A diferença foi de apenas 5 milésimos de segundo. No Q1, o carro estava muito bom, impressionantemente bom. Temos um bom carro para a corrida. E agora temos que pensar o que cada um vai fazer de estratégia, pensar nas possibilidades e começar o campeonato”

completou

“Foi super positivo. O meu carro estava muito dianteiro na curva 1, fizemos alguns ajustes para a classificação e acho que foi isso que me colocou no Q2 e Q3”, contou Ricardo Maurício. “Só tenho que agradecer a equipe pelo trabalho.

Em todos os treinos, o carro foi evoluindo. Estamos a apenas 40 centésimos de segundos do Cacá, bem vivos na briga e ainda tem muita água para rolar”, completou o campeão de 2020.

A Stock Car dará a largada para sua 43ª temporada neste domingo, a partir das 15h10. Serão duas corridas valendo pela primeira etapa no autódromo de Goiânia.

A primeira terá 25 minutos de duração, com a segunda prova, de 20 minutos, largando logo a seguir. As duas corridas serão separadas por apenas uma volta de realinhamento dos competidores – ou seja, não haverá interrupção entre uma e outra.

A etapa da Stock Car será transmitida ao vivo pela Band, Sportv, além do canal AutoVideos (Facebook e Twitch).

No exterior, a competição será mostrada, também ao vivo, pelo Carburando, maior programa de esportes a motor da Argentina, e o Motorsport.tv, principal canal de transmissão de automobilismo, com público potencial de 4,3 bilhões de pessoas.

Confira o grid de largada para a abertura da temporada da Stock Car Pro Series:

  • 1º – Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – 1min26s863
  • 2º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – 1min26s868
  • 3º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – 1min26s903
  • 4º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – 1min26s915
  • 5º – Ricardo Zonta (RCM/Toyota Corolla) – 1min27s023
  • 6º – Bruno Baptista (RCM/Toyota Corolla) – 1min27s088
  • 7º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – 1min27s096
  • 8º – Gaetano di Mauro (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – 1min27s171
  • 9º – Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – 1min27s212
  • 10º – Gabriel Casagrande (A. Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – 1min27s219
  • 11º – Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – 1min27s222
  • 12º – Guilherme Salas (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – 1min27s270
  • 13º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – 1min27s295
  • 14º – Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – 1min27s421
  • 15º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – 1min27s457
  • 16º – Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – 1min27s348
  • 17º – Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – 1min27s349
  • 18º – Christian Hahn (Blau Motorsport II/Chevrolet Cruze) – 1min27s399
  • 19º – Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – 1min27s435
  • 20º – Sergio Jimenez (MX Piquet Sports/Toyota Corolla) – 1min27s436
  • 21º – Pedro Cardoso (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – 1min27s445
  • 22º – Beto Monteiro (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – 1min27s552
  • 23º – Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – 1min27s567
  • 24º – Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – 1min27s653
  • 25º – Guga Lima (A. Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – 1min27s667
  • 26º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – 1min27s688
  • 27º – Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – 1min27s713
  • 28º – Felipe Lapenna (Hot Car/Chevrolet Cruze) – 1min27s795
  • 29º – Max Wilson (Full Time Sports/Toyota Corolla) – 1min27s932
  • 30º – Gustavo Frigotto (RKL/Chevrolet Cruze) – 1min28s626
  • 31º – Tuca Antoniazi (Hot Car/Chevrolet Cruze) – 1min29s042
  • 32º – Nelson Piquet Jr. (MX Piquet Sports/Toyota Corolla) – sem tempo

Deixe seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.