Bottas dominou ações na pista molhada de Istambul. Punido no grid, Hamilton acabou em 5º e perdeu liderança do campeonato para Verstappen

A pista molhada pela chuva fina mexeu com a estratégia dos pilotos, mas o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, fez uma corrida quase perfeita, fez seu pit-stop na hora certa e garantiu o triunfo e a volta mais rápida do GP da Turquia, neste domingo (10), voltando a vencer uma corrida na Fórmula 1 após mais de um ano.

Max Verstappen, da Red Bull, manteve o segundo lugar da largada para reassumir a liderança do Mundial de pilotos – Sergio Pérez fechou o pódio.

Punido com a perda de 10 posições por troca no motor, Hamilton fez uma corrida de recuperação, tentou segurar ao máximo a troca de pneus e flertou com o pódio, mas acabou em quinto lugar.

O heptacampeão britânico ficou bastante contrariado com a Mercedes pela decisão da equipe em fazer a parada. Agora, ele está a 6 pontos do holandês na classificação: 262,5 x 266,5.

Rodadas e punições


Com a pista molhada e a reta “curta”, com apenas 210m da linha de largada até a primeira curva, a esperada confusão pós-largada envolveu Pierre Gasly e Fernando Alonso na disputa pelo quarto lugar.

O espanhol da Alpine colocou por fora, mas acabou tocado e viu a pista girar.

No rádio à equipe, chamou o francês de “estúpido”. Já Gasly alegou que estava “ensanduichado”, já que ficou entre Alonso e Sérgio Pérez, da Red Bull, mas acabou punido com 5s nos boxes.

Após cair para a parte de trás do grid, Alonso tocou Mick Schumacher, que saiu da pista. Resultado: punição de 5s ao espanhol.

Pérez x Hamilton

Depois de tirar diferença de quase 10s, Hamilton fez boa corrida de recuperação, escalou seis posições e chegou em Sergio Pérez.

Na volta 35, o britânico partiu para o ataque, mas o mexicano da Red Bull fez ótima defesa de posição após os pilotos emparelharem e quase se tocarem, no melhor “pega” da corrida.

Veja a disputa entre Pérez e Hamilton na Turquia:

Vettel erra escolha e patina

Com a pista com trechos mais secos e outros mais molhados, por conta da garoa na pista, os pilotos seguraram ao máximo as trocas para decidir se trocavam os pneus intermediários pelos slics.

O único que apostou nos pneus rápidos se deu mal: Vettel fez a troca, mas saiu patinando pelo circuito, escapando até na entrada dos boxes para retomar o uso dos intermediários.

Hamilton contrariado por pit-stop

Largando do 11º posto após marcar o melhor tempo na classificação pela troca de um componente do motor, Hamilton rapidamente escalou ao quinto lugar.

Com o início das trocas de pneus, o britânico desejava seguir até o fim da prova com os pneus da largada, mesmo desgastados e chegou a andar em terceiro.

Pelo rádio, ele postergou ao máximo à parada, mas atendeu pedido da Mercedes e parou na volta 51. Com os novos compostos, também intermediários, caiu novamente para 5º e perdeu rendimento.

Pelo rádio, não deixou de mostrar insatisfação com a decisão do time: “Deixem-me em paz”, disse pelo rádio.

Deixe seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.