Ex-treinador do CATS, Sargentim realiza ótimo trabalho no comando do Resende

Uma campanha sólida e elogios do time rival, essa é a realidade do Resende.

Sem dúvidas, um dos grandes responsáveis pela boa campanha da equipe está à beira do gramado: Sandro Sargentim assumiu o time principal do Resende há três anos, após dirigir as categorias sub-17 e sub-20 do clube, e desde então, mantém a equipe na primeira divisão estadual.

Esse ano, no entanto, o nível de atuação e a consciência tática do grupo de jogadores vem chamando a atenção da imprensa e até de rivais do time do Vale do Paraíba Fluminense.

Após grande atuação da equipe no empate diante do Flamengo, os jogadores do time rubro negro não pouparam elogios à equipe de Resende, que chegou a abrir 2×0 no confronto e que, momentaneamente, ocupa a sétima posição no Campeonato Carioca.

Sargentim também não deixou de exaltar o resultado conquistado pelo Resende:

“Pontuar contra o Flamengo é muito importante para nós e acredito que o ponto conquistado conta muito para a sequência. Nosso principal objetivo no campeonato, é sem dúvidas, conquistar a vaga à Série D do ano que vem”

disse Sandro

Por conta da boa atuação no domingo, Sargentim recebeu elogios de peso, como os de Gabriel Barbosa, Éverton Ribeiro e do treinador Paulo Sousa, todos apontando como a equipe dirigida pelo treinador estava bem posicionada em campo.

“Fico muito feliz com os elogios que recebi, porque mostram que estamos no caminho certo. A implementação de uma forma de jogar organizada e ofensiva quando se tem a bola e ao mesmo tempo compacta tanto quando está a defender como quando está a atacar é fundamental. O reconhecimento deles de forma espontânea nos deixa muito felizes”

disse o treinador

Comandando o Resende desde a temporada de 2020, Sandro é um caso raro de continuidade de trabalho entre os treinadores brasileiros, e comenta sua experiência:

“Todo começo de temporada mudamos muito nosso grupo de atletas, por isso é que conseguimos implementar nosso estilo de jogo com maior facilidade nos atletas que estão conosco desde a base. Nesta temporada, por estarmos usando mais os jogadores da casa, os atletas que contratamos de fora se adaptaram muito mais rápido a metodologia da equipe. Penso que isso pode estar sendo o diferencial da equipe neste ano, uma vez que em anos anteriores contávamos com um percentual maior de atletas vindos de outras equipes em relação ao número de pratas da casa no time principal”

finalizou o treinador

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.