ESPORTESNET

Fogão virou Foguinho no segundo turno e torcida alvinegra liga o sinal de alerta. Justificável

O Botafogou desmoronou no returno do Brasileirão, um clube que realizou um primeiro turno espetacular, mágico, que talvez iremos esperar anos para ver algo tão incrível quanto a campanha do Fogão.

E o primeiro turno esta segurando o alvinegro até agora, pois o segundo turno do time carioca é digno de ser rebaixado para a Série B.

Muitos questionam os erros da direção do clube pela campanha, mas onde estão os erros? Eu, caso estivesse no comando do Botafogo, teria tomado as mesmas decisões.

Quando Luiz Castro deixou o comando rumo aos petrodólares arábes, indicou o nutela Bruno Lage, treinador campeão pelo Benfica e que estava no comando de um clube de segundo escalão da Premier League. Pelo currículo, não havia até então, argumento para não efetivar o português no comando. O resultado final, foi um final de novela das oito, tragédia total, com o treinador perdendo uma partida e mesmo na liderança, entregou o cargo, causando espanto em todos (as).

Soube-se depois, que a queda do querido portuga, veio de pressão interna, mais precisamente, do elenco do Botafogo, que por motivos desconhecidos até então, não aprovavam o novo comandante.

Para apagar o incêndio, a direção, em diálogo com o grupo, acatou a sugestão: Lucio Flávio.

O iniciante treinador assumiu a missão de conduzir a Nau para o porto tranquilo do título. Não esta acontecendo, um tropeço para o Cuiába e empate para o Goiás já são provas de que algo não esta bom no elenco.

Não é falta de peças, o Fogão não perdeu jogadores, o elenco se manteve, é nítido que o mental não anda bem e logo depois de um Botafogo 3 X 4 Palmeiras, uma partida espetacular, abalou ainda mais o elenco, tanto que perderam para o Vasco.

O Botafogo, é claro, ainda é o favorito, pelos números, mas por futebol praticado, o Palmeiras e Red Bull estão muito melhores no momento, cabe ao alvinegro, recuperar este “Tiquinho” de qualidade que falta para colocar a Nau nos trilhos.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.