Palmeiras mais uma vez lidera fase de grupos com folga no torneio continental

Interessante os dados que o Footstas apresentou em suas redes sociais sobre aproveitamento do Palmeiras.

Quando vemos a sequência ela confirma que o clube “aprendeu” a jogar a Libertadores.

Confirmando este aproveitamento, será o quarto ano consecutivo que o Palmeiras terá a melhor campanha do torneio na primeira fase.

Uma excelente campanha, contudo, não é sinal de título, mas fundamental para que possa se conquistar.

O Corinthians viveu momento semelhante. Começou a disputar constantemente o torneio e fazendo excelentes campanhas culminou em título da Libertadores.

Interessante…uma informação interessante, mas que em nada define quem será campeão…auxilia no fomento do direcionamento do trabalho e ajuda a detectar se este anda de forma coerente com o trabalho de todos os departamentos do clube.

Quando pensamos em direcionamento de trabalho temos que pensar em integração entre departamentos.

De nada vale um grande treinador se departamento médico, fisiologia, fisioterapia, relações públicas, marketing e direção não caminham na mesma linha de trabalho.

Os números só se tornam efetivos quando tudo isto é alinhado.

Então antes das bravatas românticas a favor da camisa A ou B, devemos ter uma análise científica e técnica sobre cada situação.

Logo vemos que o crescimento do Palmeiras na Libertadores vem dando resultado, título é resultado de competência, não de sorte.

Os clubes brasileiros melhoram a cada ano seu trabalho de integração de departamentos e isto gera conquistas, supremacia.

Não devemos olhar isoladamente o caso do Palmeiras, pois se observarmos o continente como um todo, o domínio tupiniquim é latente no século XXI.

Mérito da ciência, da educação física e da inteligência de nossos profissionais que mesmo com os péssimos dirigentes que existem, em sua maioria dominam o continente.

E a torcida do Palmeiras vibra nas mídias sociais com números assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.