Interrompido por uma hora e 48 minutos, jogo de abertura do grupo B da Euro é retomado após a informação de que meia dinamarquês já se encontrava estável e acordado no hospital

Na abertura do grupo B da Eurocopa, o futebol ficou em segundo plano em um jogo com dois vencedores. A maior vitória veio de fora de campo: após sofrer um mal súbito aos 42 minutos do primeiro tempo, o meia Christian Eriksen recebeu massagem cardíaca de reanimação em campo e foi levado já consciente para o hospital.

A partida foi reiniciada uma hora e 48 minutos depois, após a informação de que ele já se encontrava estável. Com a bola rolando, a Finlândia comemorou no fim.

Em sua primeira partida de Euro na história, a seleção finlandesa conseguiu suportar o domínio dinamarquês para vencer na única conclusão a gol em todo o jogo, uma cabeçada de Pohjanpalo, aos 14 minutos do segundo tempo.

ERIKSEN, O CRAQUE DO JOGO

Diante de todas as emoções vividas neste sábado no Estádio Parken, em Copenhague, nada mais justo do que a eleição simbólica de Christian Eriksen como o Craque do Jogo pela Uefa.

Uma escolha que não deve ter desagradado nem mesmo aos dois destaques da Finlândia, o atacante Pohjanpalo, autor do gol, e o goleiro Hradecky, que defendeu um pênalti de Höjbjerg, aos 28 do segundo tempo, entre outras intervenções importantes.

RESULTADO HISTÓRICO

No duelo escandinavo, a vantagem sempre foi dinamarquesa: 38 vitórias, contra apenas 11 derrotas e nove empates. Com o resultado deste sábado, a Finlândia derrubou duas longas escritas.

O último triunfo sobre o rival tinha acontecido em fevereiro de 2000, pela Copa Nórdica, disputada na Espanha. Jogando em solo dinamarquês, esta foi apenas a terceira vitória finlandesa. As outras duas foram em 1931 e 1949, ou seja, há 72 anos.

Deixe seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.