A primeira partida das semifinais da Eurocopa aconteceu ontem (6) entre Itália e Espanha. As seleções se enfrentaram no estádio de Wembley, em um jogo inesquecível e após empate por 1 a 1, a decisão foi para os pênaltis. E então, a estrela do goleiro Gianluigi Donnarumma brilhou, a genialidade de Jorginho ficou evidente e isso classificou os italianos para a decisão.

O jogo

Durante o primeiro tempo, a Espanha teve a maior posse de bola e dominou as ações, o que fez com que a zaga italiana ficasse atenta e precisasse agir em diversos momentos, em especial diante das investidas de Dani Olmo. E na melhor chance que Olmo teve de abrir o marcador, Donnarumma fez uma defesa incrível e que foi determinante para dar confiança aos italianos.

No segundo tempo, a Espanha continuou com o domínio das ações, mas aos 60 minutos de jogo, quem abriu o placar foi Federico Chiesa. Donnarumma encontrou Barella livre, que passou para Insigne. O camisa 10 achou Immobile, que não conseguiu manter a posse de bola, sobrando assim para Chiesa, que puxou da esquerda para o meio, bateu colocado e abriu o placar para a Nazionale. Itália 1-0 Espanha

Chiesa (14) deu um tapa com efeito para abrir o marcador para a Itália. Fonte: Getty Images

E quem apostava que um gol do adversário faria que a Espanha se desse por vencida, perdeu a aposta. Mesmo após o gol, os espanhois mantiveram a posse de bola e buscaram o empate a todo o custo, que chegou aos 80 minutos de jogo. Então, Álvaro Morata, que veio do banco de reservas, fez ótima tabela com Dani Olmo e finalizou com classe cara a cara com Donnarumma. Itália 1-1 Espanha.

Morata (centro) celebra o gol de empate com seus companheiros.
Fonte: Getty Images

A prorrogação

Já na prorrogação, a Espanha controlou a posse de bola e a Itália não foi agressiva o suficiente. A melhor oportunidade foi de Berardi, que ampliou o placar, mas estava em posição de impedimento. Então, o resultado permaneceu empatado e a decisão seria em cobranças de pênaltis. Ao final de jogo, Itália 1-1 Espanha.

As cobranças de pênaltis

Chegou a hora das cobranças de pênaltis. A tensão toma conta do ambiente em Wembley. Amantes de futebol sabem que é normal esse tipo de decisão ter muita emoção. Então, ao perder a primeira cobrança, Locatelli colocou um tempero a mais na disputa. Essa tensão italiana durou pouco tempo, pois Dani Olmo também desperdiçou sua cobrança e assim, o placar permaneceu 0-0 após as primeiras cobranças de cada seleção. Enfim, nas cobranças seguintes, Belotti, Gerard Moreno, Bonucci, Thiago e Bernardeschi converteram. E aí chegou a vez de Morata, que havia marcado o gol do empate no tempo normal, mas que na Euro já tinha perdido duas cobranças. Não deu outra, o jogador da Juventus perdeu a terceira cobrança na competição, Donnarumma acertou o canto e fez grande defesa. Para concluir a série, Jorginho converteu o último pênalti com classe e deu números finais ao jogo.

Jogadores da Itália celebram a vitória após cobranças de pênaltis. Fonte: Twitter oficial da UEFA

Ficha Técnica
Itália 1 (4)X(2) 1 Espanha
06/07/2021, Wembley (Londres)
Árbitro: Felix Brych
Gols: Chiesa (ITA) aos 60′, Morata (ESP) aos 80′.
Pênaltis: Belotti, Bonucci, Bernardeschi e Jorginho (ITA), Gerard Moreno e Thiago (ESP).

Itália: Donnarumma; Di Lorenzo, Bonucci, Chiellini e Emerson Palmieri (Rafael Tolói); Barella (Locatelli), Jorginho e Verratti (Pessina); Chiesa, Insigne (Belotti) e Immobile (Berardi). Técnico: Roberto Mancini

Espanha: Unai Simón; Azpilicueta (Marcos Llorente), Eric Garcia (Pau Torres), Laporte e Alba; Koke (Rodri), Busquets e Pedri; Oyarzabal (Gerard Moreno), Ferrán Torres (Morata) e Dani Olmo. Técnico: Luis Enrique

Deixe seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.