A jovem de 13 anos dança sobre o skate e conquista a medalha mais jovem do Brasil na história das Olimpíadas.

Antes de tudo, muito mais do que uma atleta, Rayssa Leal foi o ritmo da madrugada brasileira em Tóquio nesta segunda-feira (26).

Embora, a competição tenha começado na noite do domingo (25) brasileiro, foi na madrugada que a Fadinha emocionou o país e quebrou recordes.

Dessa forma, após a skatista conseguir o 2° lugar na categoria street, se tornou a medalhista mais jovem da história do Brasil nos jogos: 12 anos e 203 dias.

Ainda que, desse um show de irreverência dançando em seus intervalos, foi na pista e nos corrimãos que exibiu seu verdadeiro talento.

Além disso, Fadinha se tornou a atleta individual mais jovem dos últimos 85 anos a subir ao pódio olímpico. E, a 3ª mais jovem de todos os tempos.

Portanto, Rayssa Leal de Imperatriz-MA atravessou o mundo, para dançar e abraçar todos os brasileiros. E ainda assim, sobrou tempo para abraçar recordes e subir ao pódio, conquistando a terceira medalha brasileira nos jogos. A primeira feminina.

Imagem destaque: Divulgação/Time Brasil

Deixe seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.