Treinador comunica direção do Atlético que não vai permanecer no clube em 2022 e se compromete a não dirigir nenhuma outra equipe no próximo ano

Cuca não é mais o técnico do Atlético-MG. Campeão do Campeonato Mineiro, Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil pelo Galo em 2021, o treinador se reuniu com a diretoria do clube alvinegro, na tarde dessa segunda-feira, e anunciou que está deixando o cargo.

O treinador, que comunicou a saída à diretoria do Galo nessa segunda-feira (27), como informou a  Rádio Itatiaia em primeira mão, comandou o time em 67 partidas nesta temporada, com 46 vitórias, 13 empates e oito derrotas, aproveitamento de 73%.

Ao todo, nas duas passagens pelo clube, Cuca dirigiu o alvinegro em 212 jogos e conquistou seis títulos.

O desempenho acima da média em 2021 resultou no melhor ano da história do Galo, que conquistou o Campeonato Mineiro, o bicampeonato da Copa do Brasil e o bi do Brasileirão, título que não comemorava desde 1971.

Cuca, que já tinha conquistado a Libertadores com o Galo, em 2013, voltou ao clube em março deste ano. Ele assumiu a vaga de Jorge Sampaoli, que foi para o Olympique de Marselha, da França.

Mesmo com o passado vencedor no clube, o treinador encontrou resistência de parte da torcida, mas o trabalho foi crescendo ao longo dos jogos e se tornou unanimidade.

Além dos três títulos, Cuca levou o time até a semifinal da Copa Libertadores. Foi eliminado pelo Palmeiras com dois empates e deixou a competição invicto.

O jogo ofensivo foi o destaque do time de Cuca na temporada 2021. Foram 119 gols marcados e 46 sofridos.

2011 a 2013

Cuca também comandou o Galo com sucesso entre 2011 e 2013, quando o alvinegro conquistou o inédito título da Libertadores.  

Ao todo, foram 145 partidas, 79 vitórias, 32 empates e 34 derrotas. Além da Libertadores, Cuca ganhou o bicampeonato Mineiro, de 2012 e 2013.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.