ESPORTESNET

Santos tem acordo amigável com ex-técnico Jesualdo e comissão

O único treinador a ser campeão 3x consecutivas do campeonato português, para alguns analistas foi desrespeitado no Brasil. “Estou de volta a Portugal e deixei para trás uma história incompleta, desagradavelmente incompleta. O Santos ficou para a história…”

Após demitir o técnico Jesualdo Ferreira (13 j, 4 v, 4 e, 5 d) o clube acordou com o português e sua comissão a multa rescisória. Segundo apurou o LANCE!, o Peixe propôs parcelar em 20 vezes o total de cerca de R$ 7,4 milhões.

O valor é sobre a multa, direitos pendentes e o corte de 70% salarial.

A chegada do técnico português foi bem aceita pela torcida, que acreditou junto da comissão do Santos nas possibilidades de fortalecer o trabalho deixado por Sampaoli, sendo de mais uma escola estrangeira.

Jesualdo logo quando iniciou seu trabalho, encontrou dificuldade de repor algumas peças que deixava o clube nessa temporada. Além de uma crise financeira escancarada pela nova pandemia, problemas de comunicação entre diretoria e atletas. Mais percas, pedido de impeachment do atual presidente, e resultados não satisfatórios em campo. Resultando a eliminação no campeonato paulista 2020 e culminando sua saída do clube.

A demissão do treinador que fazia parte do grupo de risco, deixou a torcida perplexa em um momento de pandemia, onde é maior a responsabilidade dos clubes em manter a integridade física e psicológica do seu grupo. Até o momento, não houve nenhuma ação de sua parte contra o clube por quebra de contrato.

“Falta de respeito e decisões erradas na gestão não estão à altura do prestígio do clube. ‘Prof, você não conheceu o grande Santos’. Vi o Santos no primeiro jogo do Brasileirão com o Bragantino, jogar com 11 é bem diferente. Esteve bem em muitos momentos, sofreu o empate já nos descontos” disse Jesualdo.

Conforme combinado entre ambas as partes, em cláusula de segurança, se o Santos não cumprir com os pagamentos nas datas marcadas, haverá uma multa de 15%.