ESPORTESNET

Palmeiras e São Paulo decidem no próximo domingo (04) o primeiro título do ano no Mineirão, vamos relembrar jogos marcantes que poderiam ter ocorrido?

Apesar de o campeonato ter sido criado em 1990, a pausa entre 1992 e 2019 impediu que grandes duelos acontecessem. Imagine se uma final única colocasse frente à frente Adriano Imperador e Ronaldo Fenômeno? Poderia ter se tornado realidade em 2010 se o torneio fosse disputado na época. Por isso, o Apostagolos.com deixou a memória e a imaginação fluírem e preparou a seleção dos sete melhores jogos de Supercopa que não aconteceram.

1995 – Palmeiras x Grêmio

O duelo seria interessante por ter duas potências dos anos 90. Do lado paulista, os palestrinos conquistaram o bicampeonato brasileiro e paulista em 1993 e 1994 e o Torneio Rio-São Paulo em 1993. Já o Grêmio comandado por Felipão ganhou a Copa do Brasil em 1994 e ganharia a Libertadores em 1995. Apesar dos clubes terem decidido vagas nos mata-matas de Copa do Brasil e Libertadores ao longo da década, nenhuma final foi disputada entre as duas equipes que marcaram época.

Crédito: Reprodução / Palmeiras

2001: Vasco x Cruzeiro

O principal embate não seria apenas dentro de campo, mas fora de campo também. Além de Juninho Paulista e Juninho Pernambucano, Romário estava voando baixo no Vasco, o que ajudou na conquista do Brasileirão e da Copa Mercosul em 2000. Do outro lado, Felipão chegou para comandar um Cruzeiro recém-campeão da Copa do Brasil contra o São Paulo em jogo emocionante no Mineirão. O embate entre o Baixinho e o técnico aconteceria poucos meses antes da briga entre os dois, que ocorreu quando Felipão assumiu a Seleção e não levou o atacante para a Copa do Mundo de 2002.

2003: Santos x Corinthians

O Santos de Emerson Leão fez história tirando o time de um jejum de quatro anos sem nenhum título. O time de destaques jovens como Elano, Renato e Alex, além de Robinho e Diego, que tinham subido da base há pouco tempo, acabou vencendo o Brasileiro de 2002 em um 3 a 2 emocionante em cima do Corinthians. Já o Timão, que conquistou a Copa do Brasil e o Torneio Rio-São Paulo naquele ano, tinha como destaque o “melhor lado esquerdo do mundo”, com Kléber, Ricardinho e Gil em grande fase. O embate entre Santos e Corinthians na Supercopa em 2003 poderia ser uma revanche da final do Brasileirão, que teria acontecido poucos meses antes.

2004: Santos x Cruzeiro

Se 2002 tinha sido um ano mágico para o Santos, 2003 foi extraordinário para o Cruzeiro. Os mineiros foram os primeiros a ganhar a tríplice coroa: Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Campeonato Mineiro. Com Vanderlei Luxemburgo no comando e Alex no auge, era um time bem montado e com “22 titulares”. Já o Santos manteve a mesma base do Brasileiro de 2002 e ganharia o Brasileiro de 2004. Seria um confronto do mais alto nível.

2010: Flamengo x Corinthians

Além de se tratar de um clássico com as duas maiores torcidas do Brasil, o duelo seria marcado por dois ícones da posição de centroavante como personagens principais: Adriano Imperador e Ronaldo Fenômeno. Apesar do fato que nenhum dos dois estariam nos melhores anos de suas carreiras, a presença e disputa entre os dois dentro de campo já seria um espetáculo à parte. Mesmo sem os dois craques, o jogo seria enorme: o Flamengo foi campeão brasileiro em 2009 com Petkovic e contratou Vagner Love no começo da temporada seguinte. Já o Corinthians foi campeão da Copa do Brasil, começando a montar a base do time campeão brasileiro em 2011 e da Libertadores e do Mundial em 2012.

2011: Fluminense x Santos

Seria a única Supercopa do Brasil de Neymar. Ícone de uma geração tricampeã paulista, da Libertadores em 2011 e da Recopa em 2012, o título da Copa do Brasil em 2010 foi marcado pelo ápice inicial de um elenco muito jovem que ainda tinha Zé Love e André, além de Elano da primeira geração de ídolos dos anos 2000. O Fluminense também vivia uma ótima fase, campeão brasileiro após 26 anos, com Fred, Conca, Gum, Emerson Sheik e companhia.

2019: Palmeiras x Cruzeiro

Apesar de Abel Ferreira ainda não estar presente, uma boa base do elenco presente nas Libertadores de 2020 e 2021 foi construída com Luiz Felipe Scolari. O decacampeonato já foi conquistado com peças importantes como Gustavo Gomez, Scarpa, Weverton e Marcos Rocha – todos chegando em 2018. Entretanto, nas Copas do Brasil de 2017 e 2018, o Palmeiras foi eliminado duas vezes pelo Cruzeiro, que conquistou o bicampeonato seguido. Liderados por Fábio, Dedé, Thiago Neves e Fred, os mineiros chegaram à sexta Copa do Brasil, se tornando o maior campeão do torneio. A final única seria um tira-teima das duas eliminações palmeirenses, antes do rebaixamento do Cruzeiro para a Série B no final de 2019.

Lista dos confrontos da Supercopas que nunca aconteceram:

  • 2019: Palmeiras X Cruzeiro
  • 2018: Corinthians x Cruzeiro
  • 2017: Palmeiras x Grêmio
  • 2016: Corinthians X Palmeiras
  • 2015: Cruzeiro X Galo
  • 2014: Cruzeiro X Flamengo
  • 2013: Fluminense X Palmeiras
  • 2012: Corinthians X Vasco
  • 2011: Fluminense X Santos
  • 2010: Flamengo X Corinthians
  • 2009: São Paulo X Sport
  • 2008: São Paulo X Fluminense
  • 2007: São Paulo X Flamengo
  • 2006: Corinthians X Paulista – Jundiaí
  • 2005: Santos X Santo André
  • 2004: Santos X Cruzeiro
  • 2003: Santos X Corinthians
  • 2002: Athlético X Grêmio
  • 2001: Vasco X Cruzeiro
  • 2000: Corinthians X Juventude
  • 1999: Corinthians X Palmeiras
  • 1998: Vasco X Grêmio
  • 1997: Grêmio X Cruzeiro
  • 1996: Botafogo X Corinthians
  • 1995: Palmeiras X Grêmio
  • 1994: Palmeiras X Cruzeiro
  • 1993: Flamengo X Inter
  • 1992: São Paulo X Criciúma

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.