O Brasil é o quinto maior consumidor de chocolate do mundo, com uma média de 2,6 quilos por pessoa ao ano e presente na lista de compras de 82,6% da população, segundo pesquisas contratadas pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab) nos últimos anos. Tanto amor por chocolate se traduz na recuperação da indústria em relação à pandemia, que projeta um aumento de até 5% no processamento de cacau em 2022 e a criação de 8,5 mil postos de trabalho temporários. E também inspira empreendedores formais e informais a incrementar o faturamento na temporada de Páscoa.

Anualmente, docerias, chefs e artesãos do chocolate precisam criar novidades e diferenciais para atrair a clientela. Atenção às tendências internacionais de consumo e alimentação, lançamentos de produtos e criatividade são alguns dos aliados na definição do portfólio de ovos de Páscoa, bombons e presentes comestíveis.

Acelerada pelo fenômeno causado pela pandemia, nos últimos anos, a principal mudança na comercialização dos produtos de Páscoa aconteceu no ambiente digital, segundo a Abicab. As vendas online ganharam força, sendo preferência de 71% dos brasileiros, segundo a ConQuist Consultoria, tanto via e-commerce quanto aplicativos de entrega.

Atenta ao desenvolvimento do mercado e demandas dos consumidores, a Barry Callebaut – maior fabricante de produtos de cacau e chocolate de alta qualidade do mundo – criou uma série de iniciativas de apoio técnico a estudantes, chefs e empreendedores no Brasil.

“O brasileiro é criativo e empreendedor por natureza. Sentimos que nosso papel como indústria é apoiar o setor com o conhecimento que temos acumulado há mais de 100 anos dedicados ao chocolate. Por isso, lançamos uma mentoria para estudantes de gastronomia e investimos na criação e veiculação de horas de conteúdo gratuito para inspirar artesãos e empresários a tirar melhor proveito dessa temporada de Páscoa”, explica Bruno Scarpa, Executivo Comercial Gourmet na América do Sul da Barry Callebaut.

Futuros chefs

Entre dezembro de 2021 e fevereiro de 2022, 12 alunos de gastronomia do Centro Universitário Senac trabalharam em parceria com chefs especializados em diferentes áreas da Chocolataria para criar e desenvolver receitas inspiradas na Páscoa. Os estudantes puderam tirar dúvidas e aproveitar a mentoria de profissionais experientes do mercado como Renata Arassiro, Francisco Santana, Dominique Guerin, Mika Sakihama e Gustavo Coppini. Após uma série de reuniões online para aprimorar suas receitas, elas foram fotografadas e são divulgadas ao público via redes sociais. Diferentes ovos de Páscoa, com técnicas de preparo e decoração orientadas pelos mentores, além de uma torta, um bolo e um inusitado sorvete de pão de cacau nasceram da primeira edição da experiência. A aluna Beatriz Berbery, que formou dupla com o chocolatier Rodney Caco, conta que ficou estimulada com a experiência. “Eu tive oportunidade de ir à fábrica do meu mentor, ver como ele trabalha e isso me inspirou muito a continuar estudando”, garante.

Acervo de receitas

Chefs chocolatiers premiados criaram receitas especiais para inspirar os empreendedores na Páscoa. Os embaixadores da Callebaut no Brasil Diego Lozano e Caio Corrêa são alguns dos profissionais que contribuíram para a criação de uma série de E-Books gratuitos e vídeos online lançados pela belga Callebaut, a brasileira Sicao, a francesa Cacao Barry e a global Mona Lisa. “Hoje, temos disponível no mercado cinco cores naturais de chocolate que possibilitam preparações infinitas. É essencial que esse público conheça o que está disponível e tire proveito das ferramentas e tendências para criar produtos cada vez mais modernos e valorizados”, incentiva o chef Caio Corrêa.

Negócios

Além de dicas práticas para otimizar a produtividade, rendimento, armazenamento, prolongar a vida útil dos produtos nas prateleiras, foi produzida também a segunda temporada da websérie “Doce Negócio”. Com foco no empreendedorismo digital, as especialistas Ana Elisa Vasconcelos e Vera Araújo foram convidadas pela Callebaut e Sicao, respectivamente, a compartilhar conhecimento e material de apoio ao público compartilhados via redes sociais. Além de aprender a teoria e poder aplicar na prática os aprendizados, o público pode fazer o download de tags para ovos de Páscoa, templates para posts e orçamentos digitais para impressionar e cativar seus clientes.