ESPORTESNET

A artrose é uma condição comum que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Trata-se de um processo natural que ocorre à medida que se envelhece. Essa condição se manifesta pelo desgaste da cartilagem que reveste as articulações do corpo, resultando em desconforto e limitação dos movimentos.

Ao longo do tempo, a artrose pode afetar diversas articulações, como joelhos, quadris, mãos, coluna vertebral e outras áreas do corpo. Pacientes que enfrentam artrose costumam manifestar certos sintomas característicos, tais como dores persistentes, inchaço nas articulações afetadas, perda de flexibilidade, dificuldade em realizar atividades cotidianas, agravamento de lesões prévias, além da percepção de que tratamentos paliativos já não surtem o mesmo efeito.

Conforme informações divulgadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 60% dos indivíduos com mais de 50 anos de idade apresentam algum grau de degeneração articular, um número que aumenta para 80% na faixa etária entre 70 e 75 anos. No contexto brasileiro, estima-se que aproximadamente 30 milhões de pessoas vivam com essa enfermidade, de acordo com dados fornecidos pelo Ministério da Saúde.

De acordo com o médico ortopedista, Dr. Marco Aurélio S. Neves, a artrose ainda não tem cura definitiva. “Os pacientes que a desenvolvem fazem tratamentos para controle da dor e para diminuir as chances de progressão”, disse, ressaltando que as diversas formas de tratamento existem para dar conforto e alívio à dor, proporcionando aos pacientes uma vida um pouco melhor e com a menor perda da capacidade possível.

Segundo Neves, pelo fato da artrose ser uma doença crônica e não ter cura, quanto antes o paciente procurar um médico e se informar sobre os sintomas, realizar os exames e receber o diagnóstico, mais cedo poderá iniciar o tratamento. “Isso fará grandes mudanças em sua vida, principalmente na diminuição da dor”, acrescenta.

O ortopedista aborda alguns mitos e verdades sobre a doença, como, por exemplo, que o exercício físico ajuda no tratamento da artrose. “Não somente ajuda no tratamento, mas também serve como prevenção. Exercícios físicos aliados a alongamentos e a uma boa alimentação são fundamentais para uma vida saudável, principalmente quando falamos sobre articulações”, destaca.

Além disso, para o Dr. Marco Aurélio S. Neves, é mito dizer que é possível evitar a artrose, uma vez que a sua principal causa é o envelhecimento. “O que se pode fazer é diagnosticá-la precocemente, passando já ao tratamento para diminuição das dores e para que a artrose não evolua tão rapidamente”, disse. Outro mito é o fato de que todo caso de artrose é cirúrgico. Segundo o médico, a cirurgia é indicada apenas em casos graves, quando é necessário fazer um realinhamento dos ossos ou a colocação de prótese para substituir a articulação lesionada.