O conceito de “prédios inteligentes” passa por qualidade de vida e sustentabilidade. Prometendo atender à crescente demanda do mercado por esse novo tipo de moradia, o projeto Viva!Smart, que reúne a CASA8, braço da Inloop Holding, e a anglo-italiana Planet Smart City, planejou espaços que podem agregar os moradores e, em simultâneo, colaborar para melhorar hábitos alimentares e reduzir despesas domésticas. Um desses locais é a horta comunitária.

A horta é um projeto presente em empreendimentos da Viva!Smart, lançados em São Paulo na Freguesia do Ó e em Itaquera, ambos com certificação da CASA8 no programa habitacional Casa Verde Amarela.

A presença de hortas compartilhadas pelos moradores, assim como as áreas verdes em geral, não só ajuda a promover o bem-estar, já que os produtos passam a ser cultivados de forma natural, sem uso de agrotóxicos.

Manter uma horta também pode diminuir os gastos dos moradores e fornecer material orgânico para compostagem. O adubo orgânico gerado no processo será, depois, utilizado na própria horta comunitária. O restante será aproveitado no jardim do condomínio, que reúne plantas nativas de baixa manutenção e demanda hídrica, com alta capacidade de captura de CO2.

“Além de colaborar com o meio ambiente e à promoção da saúde, a horta compartilhada resulta em forte vínculo de socialização e sentimento de pertencimento àquela comunidade. Tudo foi concebido nos mínimos detalhes para integrar tecnologia e inovação num mesmo empreendimento, com ganho para qualidade de vida dos moradores”, diz Eduardo Peralta, CEO da CASA8.

O Viva!Smart oferece também coleta seletiva de lixo, iluminação nas áreas comuns e captação e reutilização de água da chuva.