ESPORTESNET

Durante o inverno, Bariloche chegou a registrar 95% de ocupação hoteleira. Apesar do período mais frio do ano ser o mais procurado para visitas na região, por conta da neve, a cidade também vem sendo descoberta em outras estações por conta da variedade de atrações turísticas.

Algumas são até mais vantajosas de serem visitadas nos meses mais quentes. Com um esperado aumento de 15% de turistas no próximo verão comparado ao anterior, a Emprotur, entidade de fomento e promoção turística de Bariloche, listou algumas das principais atividades que dá para aproveitar durante o verão. “Entre os destaques estão as atividades do turismo de aventura, incluindo mergulho, kitesurf, trekking, escaladas e arvorismo”, ressalta o secretário de Turismo de Bariloche, Gaston Burlon. 

Passeios nos lagos

Poucos sabem, mas Bariloche também abriga lagos com praias para se refrescar durante o verão, como a Playa Bonita, Playa Bahia Serena, Playa Munoz, Playa Melipal e Playa Bahía López. Há ainda o Lago Guillelmo, de águas azuis e com tonalidade verde-esmeralda; o Lago Gutiérrez, conhecido como ‘lago verde’, com praias e cachoeiras; e o Lago Nahuel Huapi, com praias urbanas.

Uma das atividades de aventura mais requisitadas na região é o mergulho. Para isso, o local mais utilizado é a Playa Bonita, que fica a aproximadamente 8 quilômetros do centro da cidade. Por conta das águas cristalinas, os lugares com praias são locais propícios para esse passatempo, que também pode ser realizado na praia Arroyo la Angostura e no lago Moreno.

Outra atividade típica do turismo de aventura é o rafting. A descida pelos rios do parque nacional Nahuel Huapi possibilita o percurso por bosques extensos na região. Durante o verão, o volume de água aumenta, formando lacunas e ondas que produzem volumes de alta intensidade. As excursões são feitas em balsas infláveis com capacidade para 10 pessoas.

Há os passeios de caiaque, que permitem explorar vários lagos, como o Nahuel Huapi, Moreno, Gutiérez, Hess, Los Moscos, Fonk, Guillelmo, Steffen, Roca, entre outros.  Com a atividade, há a possibilidade de desfrutar da vista dos montes da Cordilheira dos Andes. 

O kitesurf é outro esporte que possibilita ao aventureiro deslizar sobre a água em pé em uma prancha puxada por uma lancha. A atividade tem o lago Nahuel Huapi como um dos locais mais populares para a prática.

E ainda tem a navegação pelo Nahuel Huapi, que proporciona uma experiência diferente de apreciação do principal lago de Bariloche. A vista do bosque de Arrayanes é uma das atrações do passeio, em que o visitante pode contemplar a beleza natural de um emaranhado de árvores. Chegar ao local é possível a partir de barco de Porto Pañuelo em uma viagem de uma hora. Chegando ao porto de Anchorena, encontra-se uma flora fértil na ilha Victoria. Pelas trilhas da ilha, é possível chegar até a praia de Toro com areia vulcânica, que contém as pinturas rupestres dos primeiros habitantes da região.

Passeios terrestres

É possível fazer uma caminhada ou trekking por inúmeras trilhas de Bariloche. Para os aventureiros, os percursos mais longos duram cerca de um dia. Mas há caminhos mais curtos, que podem ser feitos com crianças e pessoas mais velhas. Algumas das trilhas mais conhecidas são o Circuito Chico, o Cerro Tronador, o Refugio Frey e o Sendero dos Arrayanes.

Há também cavalgadas, que proporcionam a contemplação da variedade de paisagens, flora e fauna da região do norte da Patagônia. Uma das indicações da Emprotur é realizar o trajeto que leva até o Chile. Os caminhos passam pela estepe, onde é possível apreciar as belas paisagens da Cordilheira dos Andes, além de percorrer trilhas entre montanhas, atravessar vales, bosques e conhecer lagos, arroios e cachoeiras marcantes.

O Parque Nacional Nahuel Huapi possui uma geografia variada, que o transforma em um cenário para a prática do ciclismo de montanha. Existem caminhos de diferentes níveis de complexidade.

Atividades nas alturas

O arvorismo é uma das possibilidades de descobrir a natureza em Bariloche, seja em família ou entre amigos. A atividade, praticada no Cerro Lopez, na área da Colonia Suiza, oferece a sensação de voar pelo bosque, contemplando as paisagens da região. O caminho total oferecido em Bariloche é de 1,5 mil metros, um dos maiores da América do Sul.

Existem também as escaladas em diferentes níveis de altura, com opções no Cerro Catedral, de 50 a 200 metros; no Cerro Ventana, de 15 a 30 metros; e também em Piedras Blancas, onde existem trajetos de até 60 metros.