Rey de Copas y de rivais: Díaz, Gallardo e o Império Millonário

Do céu ao inferno. Estádio Monumental de Núñez, 8 de maio de 2008. Bergessio, aproveitando o cruzamento de D’alessandro na primeira trave, antecipava Villagra, Loco Abreu, a vantagem outrora colossal do River Plate e corria para uma comemoração eufórica, raivosa, redentora, saborosa, um êxtase completo. O San Lorenzo de Almagro alcançava o virtualmente impossível e […]