Varmeiras ou Varmengo? Conversa pra ‘boi dormir’!

Varmeiras ou Varmengo? Conversa pra ‘boi dormir’!

07/11/2019 0 Por Gustavo Neri

Palmeiras e Flamengo estão sendo acusados de serem ajudados pelo VAR no Brasil

Estamos na 31ª rodada do Campeonato Brasileiro e já não é mais novidade para ninguém que o VAR vem sendo uma decepção no futebol brasileiro. Os números de pênaltis (polêmicos) por exemplo, aumentaram absurdamente em 2019 em relação aos últimos anos. Segundo a CBF, os juízes brasileiros mudam a marcação de campo em 84% das vezes em que são chamados pelo árbitro de vídeo, quase dobrando o número de pênaltis marcados em edições anteriores.

A chegada do VAR no Brasil era considerada um marco, teoricamente seria o fim dos erros de arbitragem no país, mas na prática os erros continuam os mesmos, a quem diga que eles aumentaram.

O questionamento a ferramenta é errôneo, a culpa não é do VAR! A culpa é quem comanda a ferramenta, dos árbitros com total despreparo, mas que simulam credibilidade e capacidade por apenas estarem carregando um selo de árbitro FIFA em seu uniforme.

Mesmo sem ter prova alguma, jornalistas experientes, ex jogadores e até ex árbitros relacionam de forma irresponsável, os erros, a possíveis manipulações de resultados, principalmente a favor daqueles clubes mais ricos no Brasil, como Palmeiras e Flamengo. 

O VAR não é ‘Varmeiras ou Varmengo’ (apelidos dados a Palmeiras e Flamengo a uma possível falta de isenção do árbitro de vídeo), os erros rodada após rodada, claramente é fruto da falta de qualidade dos árbitros no futebol brasileiro, fruto do descaso com o futebol nacional por parte da corrupta CBF.

Se compararmos o VAR brasileiro ao VAR de outros países, teremos a certeza de que a ferramenta é sim eficiente! Porém, mais do que descobrir o quão bom é o VAR, descobriremos o quão ruim é a arbitragem do país Tupiniquim.