Palmeiras precisa trabalhar melhor e mais rápido se quer pensar em 2020

Palmeiras precisa trabalhar melhor e mais rápido se quer pensar em 2020

Os erros de 2019 continuam no pensamento para 2020 e a indefinição de treinador é uma das maiores provas disto no Palmeiras

O Palmeiras precisa começar a se planejar melhor.

Se o foco em 2020 começou a algumas semanas, na prática o trabalho esta muito mal feito.

O clube voltou todas as suas energias em uma difícil contratação de Jorge Sampaoli. O argentino é de difícil trato e a pedida alta já era de conhecimento de todos.

Com um novo diretor de futebol para o lugar de Alexandre Matos, o clube agora tem que correr com a desistência por Sampaoli.

Os alvos agora são Luxemburgo, que conhece muito bem o clube e em 2019 mostrou que quando mantém o foco realiza ótimos trabalhos, como fez com o limitado elenco do Vasco no Brasileirão.

Outro alvo é Miguel Ángel Ramírez, espanhol que treina o Independiente Del Valle, do Equador.

A verdade é que o Palmeiras precisa repensar e logo o elenco, mas para tanto precisa de um treinador, para poder entender suas ideias.

Além disto, o Palmeiras necessita resgatar seu DNA, sua tradicional ofensividade e futebol mais solto, o que o notabilizou como a Academia de Futebol.

Felipão é genial, mas deixou uma mania no Palmeiras de futebol fechado e retrancado que dificultou a montagem de elencos com mais variações e talento, pois jogadores com estas características não poderiam ser úteis.

O Palmeiras de Galliote parece perdido, gastou demais em atletas de nível questionável e não conseguiu prospectar e aproveitar atletas de padrão que pudessem colocar o clube na disputa por títulos.

O certo é que pela estrutura, dinheiro e pela diretoria, não se sabe o que esperar do Palmeiras em 2020 até agora.

O jeito é aguardar as cenas dos próximos capítulos.