O bicampeonato do Manchester City: veja como foi a trajetória do clube até o título

O bicampeonato do Manchester City: veja como foi a trajetória do clube até o título

12/05/2019 0 Por ESPORTESNET

O Manchester City conquistou o título do Campeonato Inglês na temporada 2018-19, sendo este o 6° título da história do clube.

Mas não pense que a caminhada até a glória foi fácil. Essa temporada foi a mais disputadas dos últimos sete anos. A grande pedra no sapato e concorrente direto do City foi o Liverpool. Ambos disputaram ponto a ponto até a última rodada. E a diferença final entre eles foi de apenas um ponto. O Manchester City somou ao final da competição 98 pontos contra 97 do Liverpool.
O site ESPORTESNET explica agora um pouco de como foi o caminho percorrido por essas duas equipes até que os Citizens se sagrassem campeões.

A motivação de cada equipe:

Vencer por si só já deveria ser a maior motivação de uma equipe. Mas Liverpool e Manchester City carregaram, cada um, uma razão especial para perseguir o título inglês.

Liverpool: É um dos clubes mais vitoriosos da Inglaterra. E teve as décadas de 80 e 90 como seu período mais glorioso. Porém já não conquista o título inglês há longos 29 anos. Neste tempo todo, o mais perto que a equipe chegou de levantar o troféu, foi na temporada 2013-14. Mas deixou escapar nas últimas rodadas e viu justamente o Manchester City sagrar-se campeão.
Há quatro anos tendo Jürgen Klopp como treinador, os Reds estão prestes a disputar sua segunda final consecutiva na Champions League e o tão sonhado título da Premier League nunca pareceu tão possível de ser conquistado. A vontade de quebrar o longo jejum junto com o trabalho que vem dando resultados, foram a maior motivação para a equipe da cidade de Liverpool brigar pelo título na temporada.

Manchester City: Um elenco caríssimo comandado pelo treinador mais badalado do mundo. Todo o investimento que vem sendo feito na equipe nos últimos anos, incluindo a contratação de Pep Guardiola,  a credencia como favorita em qualquer competição que participa. E na Premier League não seria diferente. Os Citizens, que levantaram o troféu na temporada 2017-18, começaram o campeonato decididos a conquistarem o bicampeonato. Também não é novidade que a obsessão do City é ganhar o inédito título da Champions League. Porém eliminados nas quartas de final pelo também clube inglês Tottenham, o sonho que teve de ser adiado mais uma vez, levou a conquista da Premier League a ser vista como uma obrigação.

Desempenho geral dos dois clubes:

Nem sempre o vencedor será aquele que perder menos. Isso pode ser explicado se analisarmos a tabela do Campeonato Inglês. O Liverpool, segundo colocado, teve apenas uma derrota no campeonato inteiro contra quatro do City. Além de uma única derrota, os Reds empataram mais. Enquanto o placar ficou igual em sete oportunidades para o Liverpool, os Citizens contabilizaram apenas dois empates.
O City perdeu mais, empatou menos e compensou tendo um melhor saldo de gols. Enquanto o Manchester City terminou a competição com 72 gols, o Liverpool finaliza com um saldo de 67 gols. Uma diferença que parece pequena, mas que faz toda a diferença para o caso de desempate em uma disputa tão acirrada como essa.

As últimas e decisivas rodadas:

Dizem por aí que, em um campeonato de pontos corridos, todo jogo pode ser visto como uma espécie de final. Pois essa edição da Premier League veio para comprovar isso. E embora o Campeonato Inglês seja um dos melhores em termos de competitividade, desde o início da temporada, Manchester City e Liverpool mostraram que seriam apenas eles dois os protagonistas. As duas equipes foram as que mais lideraram a tabela e por diversas vezes alternaram de posição entre o primeiro e o segundo lugar.
Tanto Manchester City quanto Liverpool ganharam as quatro rodadas finais, deixando a quinta e última rodada como a ”final das finais”.
Apesar dos Citizens irem para a 38ª rodada como líderes, apenas um ponto separava as duas equipes e portanto, muita coisa podia acontecer. Em resumo, o City dependia apenas de si mesmo. Uma vitória e o título estava garantido. Já os Reds precisavam obrigatoriamente da vitória e contar com um possível tropeço do adversário para serem os campeões.

Domingo, 12 de maio de 2019 – o capítulo final:

A 38ª rodada foi a última e também mais a esperada da temporada. Enquanto muitos campeonatos europeus já conheciam seus vencedores com algumas rodadas de antecedência, os torcedores ingleses teriam que viver essa expectativa até o último dia do campeonato, literalmente.
O último adversário do Liverpool seria o Wolves. E do Manchester City, o Brighton. Ambas as partidas marcadas para às 15h no horário local da Inglaterra.
E depois de tanta emoção, foram os comandado de Pep Guardiola que tiveram um final feliz. Mesmo o Liverpool ganhando de 2 a 0 do Wolves, isso não impediu que o City, que goleou o Brighton por 4 a 1, se tornasse bicampeão inglês.
A equipe agora se torna uma das mais vitoriosas no cenário nacional. Esse é o quarto título em um intervalo de sete anos.
E mesmo que no final só exista um campeão, quem ganhou mesmo foi o público, que pode acompanhar do início ao fim essa temporada que já pode ser considerada uma das mais incríveis da história da Premier League.