Pela partida de ida da semifinal do torneio continental, o Bragantino venceu o Libertad, do Paraguai, por 2 a 0, no Nabi Abi Chedid

O Red Bull Bragantino está a um passo da final da Copa Sul-Americana. Pelo jogo de ida da semifinal do torneio continental, o Bragantino derrotou o Libertad, do Paraguai, por 2 a 0 nesta quarta-feira, no Nabi Abi Chedid. Ytalo, no primeiro tempo, e Artur, em cobrança de pênalti na segunda etapa, marcaram para os donos da casa.

A partida foi marcada pela volta de torcedores ao estádio de Bragança Paulista. Foram pouco mais 1.200 pessoas nas arquibancadas.

Com o resultado, o Bragantino pode perder por até um gol de diferença na partida de volta para avançar à decisão da Sul-Americana. O Libertad, por outro lado, necessita de uma vitória por três ou mais gols de diferença. Um triunfo por 2 a 0 da equipe paraguaia leva o confronto para a disputa de pênaltis.

O jogo de volta será realizado no Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção, na próxima quarta-feira. Antes disso, o Red Bull Bragantino visita o Fluminense no domingo, às 16 horas (de Brasília), pelo Campeonato Brasileiro, no Maracanã.

O jogo

 O Red Bull Bragantino foi superior na partida, mas sofreu para superar a defesa do Libertad nos primeiros minutos. As primeiras oportunidades foram do time paraguaio, que levou perigo em chute de fora da área de Ferreira, defendido de forma estranha por Cleiton, e cabeçada de Diego Viera, que passou perto.

O Massa Bruta chegou pela primeira vez com Aderlan, que arriscou de fora da área e assustou. Aos 29 minutos, Artur ficou com a sobra pela direita após cobrança de escanteio, passou por dois marcadores, entrou na área e cruzou na segunda trave, onde Ytalo apareceu para cabecear e abri o placar.


Com a vantagem, o Bragantino passou a controlar as ações do jogo. No início do segundo tempo, Artur recebeu dentro da área e finalizou, acertando o braço de Vangioni. O árbitro Facundo Tello assinalou pênalti, convertido pelo próprio camisa 7, que chutou forte e no alto.

Autores dos gols, Artur e Ytalo tiveram outras chances durante a partida. O primeiro levou perigo em cobrança de falta. Já o segundo completou cruzamento na área com um carrinho e exigiu boa defesa de Martín Silva em cima da linha.

Nos acréscimos, Luan Cândido também balançou a rede, mas o lance foi anulado por impedimento de Gabriel Novaes, que teria atrapalhado o goleiro Martín Silva. Com isso, o 2 a 0 permaneceu no placar.

Deixe seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.