“Der Bomber” sofria do mal de Alzheimer e tinha 75 anos de idade

Morreu neste domingo (15) Gerd Müller. O ex-atacante alemão sofria do mal de Alzheimer, diagnosticado há cerca de 6 anos.

O alemão, apelidado de “o bombardeiro” (Der Bomber) durante sua carreira, foi um dos maiores jogadores de todos os tempos. Seus êxitos incluem, nos títulos, 4 campeonatos alemães, 4 copas da Alemanha, 3 Copas dos Campeões da Europa, uma Copa Intercontinental, os títulos da Eurocopa e da Copa do Mundo em 1972 e 1974. Além disso, a Bola de Ouro de melhor jogador do mundo em 1970.

Como artilheiro, Gerd foi implacável. Foram 566 gols em 607 jogos pelo Bayern de Munique entre 1964 e 1979, 68 gols em 62 partidas pela seleção da Alemanha. O atacante, em duas Copas do Mundo disputadas, marcou 14 gols e foi o maior artilheiro dos mundiais até 2006 – além do gol do título em 74.

Gerd é o maior artilheiro da história da Bundesliga (365 gols), do Bayern e o segundo maior por um único clube europeu. Além dele, apenas outros 6 atletas ultrapassaram a casa dos 700 gols oficiais na história do futebol: Pelé, Messi, Romário, Cristiano Ronaldo, Púskas e Josef Bican.

Revelado pelo TSV 1861 Nördlinger, Müller passou também pelo Fort Lauderdale Strikers, já no final da carreira. Entrou para a história, porém, com as camisas de Bayern e Alemanha. Um dos maiores artilheiros em todos os tempos, que nos deixou neste 15 de agosto.


Deixe seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.