A+ R A-

Um pouco sobre a primeira partida da final do Paulistão

 

 

     Os indícios dados pelo treinador Cuca durante a semana se confirmaram e o São Paulo terá Hernanes entre os relacionados na primeira partida da final do Campeonato Paulista contra o Corinthians, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Estádio do Morumbi. O centroavante Pablo, por sua vez, está fora da partida, como também havia adiantado o comandante na última sexta.

     Apesar de ter se recuperado de um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda que o tirou dos últimos cinco jogos, Hernanes não deve iniciar o Majestoso como titular. Sem atuar desde o clássico contra o Palmeiras, dia 16 de março, no Pacaembu, pela primeira fase do estadual, o Profeta trabalhou normalmente com os companheiros durante a semana e deve ser uma opção para o segundo tempo.

     O provável São Paulo é a seguinte: Tiago Volpi; Hudson, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Liziero e Igor Gomes; Antony, Everton e Everton Felipe (Gonzalo Carneiro).

     O meia Jadson, provável titular da equipe do Corinthians para a partida deste domingo, contra o São Paulo, no estádio do Morumbi, pode voltar a atuar depois de 270 minutos apenas assistindo os seus companheiros do banco de reservas. Não utilizado por um minuto sequer durante a semifinal do Paulista, frente ao Santos, nem diante do Ceará, pela Copa do Brasil, ele pode reencontrar o ex-clube em grande estilo.

     “É o que sempre falo. A gente sempre pensa em conquistar títulos para marcar nosso nome na história do clube. Temos essa possibilidade de ser tricampeão, algo que não ocorre há tanto tempo, e precisamos jogar com muita sabedoria e atenção”, disse o camisa 10, que pediu bastante concentração para não ser surpreendido com o bom momento do Tricolor.

     O motivo oficial para a sua ausência foi o fato de o canhoto tratar dores no joelho esquerdo. Dessa forma, o Alvinegro deve ir a campo no Morumbi com Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Carlos; Ralf, Júnior Urso e Jadson; Ramiro, Clayson e Gustagol.

 

 

Final Paulista 2019 Sao Paulo Corithians Hernanes Jadson Futebol ESPORTESNET

Hernanes e Jadson: dois dos personagens desta primeira partida da final

 

 

Daniel Serra faz história no Velopark

     Em um dos momentos mais especiais dos 40 anos de história do Campeonato Brasileiro de Stock Car, o paulista Daniel Serra tornou-se o vencedor da corrida número 500 da categoria, em uma prova que teve de tudo: chuva, caça ao líder, equipe novata na liderança e uma inteligente jogada estratégica no final que decidiu as primeiras colocações. Com a vitória, Serrinha juntou-se ao pai, Chico Serra, no clube dos vencedores “centenários”. Chico faturou a StockCar 100. Os demais são Xandy Negrão (200), Cacá Bueno (300) e Thiago Camilo (400).

     O pódio foi completado por Rubens Barrichello e Ricardo Maurício, que fez uma bela corrida de recuperação. A largada foi realizada em fila indiana devido ao piso escorregadio em função da chuva que vem caindo na região desde a sexta-feira. O pole position Thiago Camilo largou bem e garantiu a ponta, seguido muito de perto por Daniel Serra e Rubens Barrichello.

     Logo na segunda volta, Marcos Gomes mergulhou por dentro e tomou a quarta posição de Nelson Piquet Jr. Pouco depois, Marcel Coletta e Pedro Cardoso, dois estreantes, rodaram e perderam muitas posições.

     Enquanto isso, Camilo e Serra travavam uma intensa disputa pela liderança. Serrinha usou o botão de ultrapassagem para atacar e Camilo para se defender das investidas do atual campeão da Stock Car, que terminaria o dia como vencedor. Mais atrás, Max Wilson, César Ramos e Gabriel Casagrande protagonizaram uma disputa emocionante pela décima posição, com os três entrando juntos em algumas curvas do Velopark – o que levantou a torcida nas arquibancadas.

     Com trinta minutos restantes para o final da StockCar 500, Thiago Camilo, que inicialmente foi muito pressionado por Daniel Serra, conseguiu abrir pouco mais de dois segundos e meio de vantagem para o segundo colocado, dando a entender que iniciaria a arrancada rumo a uma vitória tranquila.

     Na 17ª volta, Guga Lima escapou da pista e se chocou contra a barreira de pneus. O incidente provocou a entrada do safety car e acabou anulando a vantagem construída a muito custo por Camilo sobre Serra. Também naquele trecho do traçado, durante os classificatórios do sábado, Átila Abreu escapou e sofreu o acidente que o afastou da corrida deste domingo, devido a uma fissura na vértebra L2. O piloto sorocabano deve passar por uma bateria de exames de avaliação, mas a princípio está escalado para voltar à pista na próxima etapa.

     Na relargada, autorizada na 21ª volta, Camilo novamente usou habilidade para bloquear Daniel Serra e manter a ponta, aproveitando a presença de Denis Navarro, que no momento era retardatário e se viu preso entre os dois líderes. Foi então que o maior drama da prova começou. A chuva que caiu forte no sábado durante a classificação voltou com intensidade e obrigou a colocação dos pneus para pista molhada. A corrida começou a ser decidida.

     Uma volta após fazer sua parada, Thiago Camilo errou no piso molhado, saiu da pista e foi superado por Marcos Gomes. Dessa forma, o campeão de 2015 ocupava a liderança com um carro da equipe KTF Sports, time estreante na categoria. Mas Daniel Serra, que ganhou a posição de Camilo após atrasar sua parada, conseguiu voltar para a pista na ponta – surpreendendo também por optar pelos pneus slick ao invés dos para chuva. A mesma estratégia foi adotada por Barrichello, que agora deixava Marcos Gomes em terceiro.

     A 13 minutos do final, Camilo partiu para cima de Marcos Gomes na tentativa de tomar a terceira posição. Marquinhos soube se defender inicialmente, mas acabou perdendo o posto para o rival, que usou o botão de ultrapassagem para garantir a manobra. O piloto da KTF acabaria perdendo rendimento devido a uma falha no motor, e com isso também seria ultrapassado por Felipe Fraga.

    Na dianteira do pelotão, Daniel Serra abria uma vantagem inimaginável em uma corrida extremamente competitiva e imprevisível. Com mais de dez segundos à frente de Rubens Barrichello, o segundo colocado, o filho de Chico Serra praticamente garantiu a vitória com uma condução calma e sem assumir riscos desnecessários. Mesmo assim, Serrinha chegou a colocar uma volta em Thiago Camilo, àquela altura o quarto colocado

O que disseram os protagonistas:

     Daniel Serra, piloto vencedor: "Estava chovendo e eu comecei a fazer as contas: vi que não compensava colocar pneus de chuva, pois ela estava ameaçando parar. Aí, eu pensei: nós corremos a temporada toda, nos últimos dois anos, sendo cautelosos. Mas nessa não! Eu decidi correr do jeito prazeroso (e ficar com os pneus slick). Arriscamos (na estratégia), achei que ia dar certo. E estou muito feliz por essa decisão!"

     Rosinei Campos, equipe vencedora: "Foi bastante difícil a decisão (de trocar para pneus de chuva ou não). E teve bastante confusão para administrar os dois carros, pois tínhamos uma janela limitada. Mas o Daniel resolveu permanecer na pista e a gente segurou o Ricardo também. Aí o Daniel tomou a decisão de continuar com pneus slick porque ele sentiu que ia parar de chover e que poderia continuar. Fizemos isso nos dois carros e foi muito acertado. Devemos muito a ele (Daniel Serra) essa decisão."

     Rubens Barrichello, segundo colocado: "Que sufoco! Que vitória poder dar isso para essa galera que trabalha muito. Os competidores que estavam com pneu de chuva brigavam entre eles, então eu decidi ficar quietinho. Mas o Cacá voltou com tudo, batemos e quebrou o esterço do volante. Para a direita não tinha curso, tinha que fazer bem devagar, e para a esquerda virava demais, então foi (como) uma vitória. Eu fico muito feliz em dar esse pódio para essa galera que trabalha tanto!"

     Ricardo Mauricio, terceiro colocado: "Eu sabia que muita gente tinha entrado no box para o pit stop na primeira volta (da janela de paradas), logo que o box abriu. E a preferência na nossa equipe é sempre para o piloto que está na frente, então o Daniel tinha a preferência. Em uma parte da pista estava chovendo, na outra nem tanto, com seis voltas de box aberto. Aí me mandaram entrar e vi que muita gente já tinha entrado para trocar os quatro pneus. A gente só ia trocar dois, pois estávamos mais rápidos. Depois comecei a ter um pouco mais de cautela para passar o pessoal que estava com pneu de chuva, pois sei que não é fácil andar com pneu de chuva no seco."

Confira abaixo o resultado extra-oficial:


1 . Daniel Serra ( Eurofarma RC ), 46 voltas
2 . Rubens Barrichello ( Full Time Sports ), a 22s893
3 . Ricardo Maurício ( Eurofarma RC ), a 44s775
4 . Thiago Camilo ( Ipiranga Racing ), a 1 volta
5 . Felipe Fraga ( Cimed Racing ), a 1 volta
6 . Marcos Gomes ( KTF Sports ), a 1 volta
7 . Nelson Piquet Jr ( Full Time Sports ), a 1 volta
8 . Cesar Ramos ( Blau Motor Sports ), a 1 volta
9 . Gabriel Casagrande ( Crown Racing ), a 1 volta
10 . Julio Campos ( Prati-Donaduzzi Racing ), a 1 volta
11 . Ricardo Zonta ( Shell V-Power ), a 1 volta
12 . Allam Khodair ( Blau Motor Sports ), a 1 volta
13 . Lucas Foresti ( Vogel Motorsport ), a 1 volta
14 . Gaetano di Mauro ( Shell Helix Ultra ), a 1 volta
15 . Rafael Suzuki ( Hot Car Competições ), a 1 volta
16 . Max Wilson ( RCM Motorsport ), a 1 volta
17 . Bruno Baptista ( RCM Motorsport ), a 1 volta
18 . Diego Nunes ( KTF Sports ), a 1 volta
19 . Bia Figueiredo ( Ipiranga Racing ), a 2 voltas
20 . Galid Osman ( Shell Helix Ultra ), a 2 voltas
21 . Cacá Bueno ( Cimed Racing ), a 2 voltas
22 . Denis Navarro ( Cavaleiro Sports ), a 2 voltas
23 . Felipe Lapenna ( Cavaleiro Sports ), a 2 voltas
24 . Guga Lima ( Vogel Motorsport ), a 29 voltas
25 . Valdeno Brito ( Prati-Donaduzzi Racing ), a 40 voltas
26 . Marcel Coletta ( Crown Racing ), a 43 voltas
27 . Pedro Cardoso ( Hot Car Competições ), a 43 voltas

Duda Bairros Stock Car 07 abril 2019 ESPORTESNET Stock 500 Velo Park 001

 

Duda Bairros Stock Car 07 abril 2019 ESPORTESNET Stock 500 Velo Park 002

 

 

 

TV NSports transmite primeira luta de Esquiva Falcão como profissional no Brasil

 

 

     Neste domingo (31), acontece um dos mais importantes eventos do boxe brasileiro: o Boxing For You. Será a primeira vez que os medalhistas olímpicos Esquiva Falcão – Prata em Londres 2012 - e Robson Conceição – Ouro no Rio em 2016 - lutarão como profissionais no Brasil. Adriana Araújo, bronze em Londres 2012, é outro dos grandes nomes do esporte que estará presente no Boxing For You, que acontece em Mangaratiba-RJ. O evento completo será transmitido com exclusividade pela TV NSports, streaming esportivo da Netshoes.

     As lutas de Esquiva e Conceição serão confrontos Brasil vs Argentina: Esquiva faz o card principal contra Jorge Miranda, enquanto Conceição enfrenta Sergio Ariel Estrela. Esquiva possui 22 lutas como profissional e saiu vitorioso em todas as 22, sendo 15 dessas vitórias por nocaute. Atualmente ele ocupa o sexto lugar no ranking da Associação Mundial de Boxe entre os pesos médios. O adversário de Esquiva, Miranda, possui 56 vitórias e 17 derrotas na carreira.

    Florence Scappini, diretora de marketing da Netshoes, afirma que exibir um evento dessa grandeza de uma modalidade com tanta história, resgata os anos de ouro do boxe no país. “Trazer o Boxing For You de forma gratuita para todo o Brasil é evidenciar a importância do boxe nacional. O Brasil sempre teve grande relevância na modalidade e democratizar o esporte é uma das nossas missões aqui na Netshoes”. Além da transmissão, a Netshoes também renovou o patrocínio de Esquiva por mais dois anos.

Serviço:

Boxing For You      
Domingo, 31 de março, a partir das 19h 
Transmissão (gratuita): www.netshoes.com.br/tvnsports

Lutas:
Luta Principal

Esquiva Falcão (22-0, 15 ko’s) VS. Jorge Miranda (56-17, 22 ko’s)

Luta Co-principal

Robson Conceição (11-0, 5 ko’s) VS. Sergio Ariel Estrela (20-16-3, 11 ko’s)

Preliminar Principal

Adriana Araújo (2-0, 0 ko’s) VS. Elaine Albuquerque (1-2)

Luta 4

Robenilson de Jesus (1-0, 0 ko’s) VS. Agnaldo Valerio (2-2, 1 ko’s)

Luta 3

Benedito Neto (8-0, 5 ko’s) VS. Roger Guterres (1-0, 1 ko’s)

Luta 2

Wallace Moraes “Canhoto de Ouro” (3-1) VS. Eduardo Costa “Pará” (1-1)

Luta 1

Paulinho Martins (estreante) VS. Fernando “Black” da Silva (estreante)

Boxe arte conceitual 001

Futsal feminino de Taboão é vice-campeão da Copa das Campeãs em Lages

 

 

Por Ricardo Lima

     A equipe de Taboão da Serra foi vice-campeã da Copa das Campeãs, o primeiro torneio feminino de clubes transmitido ao pela TV, na manhã do último domingo, 31 de março. Com a melhor campanha da competição e invicto até a final, as meninas taboanenses foram superadas pelas anfitriãs Leoas da Serra, por 5 a 1, no ginásio Jones Minosso, na cidade de Lages, em Santa Catarina.

     Segundo o secretário de Esportes e Lazer, Fabio Fernandes, o futsal feminino mostrou sua força para todo território nacional e conquistou mais amante e admiradores da modalidade. “Fico muito feliz em fazer parte desse trabalho que colherá muitos frutos. Estamos todos muito orgulhosos e de braços abertos esperando o retorno de vocês. Contem comigo sempre”, disse.

     O Taboão da Serra enfrentou as anfitriãs Leoas da Serra, Celemaster do Rio Grande do Sul e Female, também de Santa Catarina. Na primeira fase, a equipe taboanense teve uma campanha impecável com três jogos e três vitórias. Já o time lageano, em três partidas tiveram duas vitórias e uma derrota.

     De acordo com a treinadora do Taboão da Serra, Cris Souza, o torneio foi um marco para a modalidade. “Gostaria de parabenizar nossas atletas e comissão técnica pela entrega. Mostramos para o Brasil que o futsal feminino existe e merece respeito. Esperamos ter conquistado mais amantes e admiradores do nosso esporte. Obrigado a todos os amigos e torcedores que curtiram com a gente até o final”, falou.

     O torneio foi um quadrangular com uma equipe paulista, uma gaúcha e duas catarinenses. Os times se enfrentaram em partidas únicas, as duas equipes com mais pontuação avançam para a final. Em caso de empate, o critério de desempate era o número de vitórias ou saldos de gols.

     Ano passado, o Taboão da Serra foi campeão do Campeonato Paulista, Jogos Universitários (JUBs), vice-campeão da Copa do Brasil e tricampeão dos Jogos Regionais. As anfitriãs Leoas da Serra foram campeãs Catarinense e da Libertadores, Celemaster campeã Gaúcho e Female campeã da Taça Brasil.

 

Foto 01 - Futsal feminino de Taboão é vice-campeão da Copa das Campeãs em Lages

 

 

 

 

Já rebaixados, São Carlos e CATS encerram sua participação na Série A3

     São Carlos e C.A. Taboão da Serra fizeram campanhas pífeas durante o Paulista A3 e por isso chegam a essa última rodada rebaixados para a Segundona de 2020. E por mais curiososo que isso pareça, as duas equipes se enfrentam nessa última rodada da primeira, às 10h de domingo - horário em que estão marcados todos os jogos - no Estádio Prof. Luís Augusto de Oliveira e ambas tentam terminar o estadual com dignidade.

     O São Carlos não tem mais chances de deixar a 16ª e última colocação, mesmo em caso de vitória. Ao todo, a equipe somou cinco pontos em 14 rodadas, sendo cinco empates, nove derrotas e nenhuma vitória. Já o Taboão da Serra, vem logo na sequência, em 15º com dez, mas também não tem mais chances de se salvar. O retrospecto do CATS é de uma vitória, sete empates e seis derrotas.

COMO CHEGAM OS TIMES?

     O técnico do CATS, Luciano Quadros, conta com o retorno do atacante Davi, que cumpriu suspensão automática na derrota para o Capivariano, pelo terceiro cartão amarelo. Nas demais posições, o comandante deve mandar o que tem de melhor já que não terá que preservar nenhum jogador e tenta vencer para terminar a primeira fase com dignidade. O clube que teve um ano terrível,para se esquecer, muitos problemas fora de campo que fizeram o clube não ter "casa" para jogar, com tudo isto, a montagem do time passou por muitos problemas, chegada de Túlio Maravilha que em nada ajudou o clube, culminaram em um triste rebaixamento para o Tricolor da Serra.

     Do outro lado, o São Carlos também conta com o reforço de três jogadores que cumpriram suspensão na última rodada. O lateral-esquerdo Marcelo Vilella e o atacante Elton Morelato estão de volta. No mais, a equipe deve ter força máxima já que não tem ninguém suspensa ou machucado.



São Carlos X C. A. Taboão da Serra

Fase: Primeira Fase - Rodada: 15ª rodada
Data: 31/03/2019
Horário: 10h
Local: Luizão - São Carlos (SP)

Árbitro: Cesar Luiz de Oliveira
Assistentes: Patrick André Bardauil e Amanda Pinto Matias

São Carlos
Otávio; Marcus Vinícius, Anderson Alves, William Thuram e Marcelo Vilela; Gabriel Mendes, Davit, Neto e Jonatas Bachola;
Elton Morelato e Felipe Pirajú.
Técnico: Carlinhos Alves

Clube Atlético Taboão da Serra
Aranha; Samuel, Edson Rocha, Matheus e Marcio; Danilo, Marcelo, Gualberto e Diego Souza; Acosta e Davi.
Técnico: Luciano Quadros

Fonte: AFI 

Taboao tela Youtube