Cidadão necessita de estar vacinado com no mínimo uma dose contra a Covid-19 ou mostrar teste PCR negativo; cada 1 real posto pela prefeitura renderá 5,2

O GP de São Paulo de Fórmula 1, marcado para 14 de novembro em Interlagos, deve receber um grande público ao longo do fim de semana: cerca de 170 mil espectadores. A informação foi passada em coletiva com o prefeito da cidade, Ricardo Nunes, e outros secretários, onde destacaram algumas informações importantes.

Além do número de fãs nas arquibancadas garantido por 94% da população vacinada com as duas doses contra a Covid-19, de acordo com as informações da prefeitura, o evento deve dar um retorno significativo ao comércio, imagem e publicidade.

De acordo com Orlando Faria, secretário municipal de Habitação de São Paulo, a cidade arrecadará cerca de R$ 700 milhões entre serviços e comércio, R$ 1,6 bilhões em imagem ao ano e o GP terá espaços para publicidade da prefeitura na pista e arquibancada. Cada 1 real investido pelo governo rende 5,2, de acordo com Nunes.

A expectativa de público é de cerca de 170 mil ao decorrer do fim de semana, informou o promotor Alan Adler. Para presenciar o espetáculo, o cidadão deverá ter tomado ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19 ou apresentar um teste PCR negativo, não necessário para quem já estiver imunizado. A organização ainda deve abrir mais um lote de 1000 ingressos.

Mais de 8500 pessoas deverão estar trabalhando em função do evento, que terá transmissão para 180 países, segundo Nunes.

O GP de São Paulo começa seus trabalhos em 12 de novembro com o primeiro treino livre e a classificação, no dia 13 está marcada a terceira edição da corrida sprint, novo formato de qualificação da F1, bem como mais um TL antes dela. A prova será no domingo (14).

Deixe seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.