Na manhã desta quinta feira, durante entrevista coletiva, o Governador de São Paulo, João Doria, anunciou o vínculo firmado com a Liberty, promotora da Fórmula 1, para a manutenção de Interlagos no calendário da categoria. O acordo transformará a pista em sede do GP de São Paulo – e não mais do Brasil – em dinâmica semelhante a que acontece, por exemplo, no GP de Abu Dhabi, que não leva o nome do país, os Emirados Árabes Unidos. A confirmação oficial do vínculo, porém, aguarda a assinatura do contrato por parte da Liberty e também da Prefeitura Municipal, que ainda não ocorreram.

– Eu tenho o orgulho de revelar, com o Bruno Covas, que estará aqui conosco em alguns minutos, que a Fórmula 1 acaba de renovar o seu contrato para a realização do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 até 2025. O autódromo de Interlagos foi confirmado como sede do GP do Brasil nos próximos cinco anos. O contrato será assinado entre o prefeito e a Liberty, detentora dos direitos da categoria. É uma grande vitória para o estado de SP, para a cidade e para o Brasil – anunciou Doria, que travou batalha política com o Presidente da República, Jair Bolsonaro sobre a sede da F1 no país – Bolsonaro apoiava a mudança para o Rio de Janeiro, no projeto de um novo autódromo em Deodoro.

Vale lembrar que, ainda na terça feira a Liberty anunciou o calendário provisório de 2021 da categoria com a presença do GP do Brasil em Interlagos sujeita à confirmação mediante a assinatura do contrato entre a empresa e os promotores do GP – mesma situação do GP da Espanha, em Barcelona. O antigo contrato de São Paulo na categoria termina neste ano, sem, porém, haver corrida pela pandemia da COVID-19. 2020 é o primeiro ano desde 1972 sem que a F1 passe pelo Brasil, e o primeiro desde 1989 sem corridas da categoria em Interlagos.

João Doria, Governador de São Paulo, durante o anúncio do novo vínculo da F1 com Interlagos na manhã desta quinta feira (Reprodução/Governo do Estado de São Paulo/Youtube)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.