São Paulo – Como correspondente internacional do canal La Voce dei Laziali, tive a honra de entrevistar grandes personalidades do cenário italiano durante os últimos 2 anos. E ontem (21) a honraria da vez  foi conversar com Xavier Jacobelli, diretor geral do jornal TuttoSport – especializado em esportes e de grande circulação no norte da Itália, sendo o terceiro cotidiano mais vendido por lá.  Além do que, Xavier é um dos jornalistas mais premiados de toda a crônica italiana, vencendo inúmeros prêmio e participando de várias redações de respeito internacional.

Durante a conversa, dentro do programa Calciomercato(sobre marcado do futebol), tive a oportunidade de perguntá-lo sobre a visão que teria do Gabigol. Que gerou polêmica durante essa semana, após Jorginho, ex-treinador do Palmeiras e atual Figueirense, dizer que Gabriel não teria mais oportunidades na Europa, pois foi “um garoto problema”, quando lá esteve. 

Entrevista minha junto a Rodolfo Casentini e Fabio Fravili, com um dos jornalistas mais premiados da Itália: Xavier Jacobelli. (La Voce dei Laziali/Speciale Calciomercato)

Segundo o diretor do TuttoSport, Gabriel é um jogador fora dos padrões de qualidade e teria sim, por sua experiência, um lugar no futebol do velho continente, não precisamente no calcio, pois para ele, o goleador não se encaixaria na nova situação do futebol italiano. Veja a íntegra:

“Creio que tenha (espaço para Gabrigol), ele é um jogador diferenciado. Mas é claro que a experiência dele na Inter não foi o que se desejava e esperava. Devo dizer, que quando veio, chegou com ótimo retrospecto. Porém não seria a primeira vez que um jogador brasileiro faria a viagem de ida, para o Brasil, e voltar depois para a Itália ou Europa”

Disse Xavier.

Sobre os problemas de relacionamento de Gabriel com o clube à época, o diretor salienta que o futuro depende, único e exclusivamente, do jogador, porém diz que a culpa não foi somente do brasileiro:

 “Não saberia dizer se Gabigol tem um futuro, aqui na Itália, mas na Europa certamente. De qualquer forma depende dele. Teria que vir como o jogador antes da sua passagem pela Inter – tenho que salientar que não foi toda culpa dele – mas acontece. A história do futebol italiano é rica de jogadores de fama e que na Itália não tiveram a sorte que esperavam, isso por diversos motivos”

Comentou o diretor.

O manda chuva do TuttoSport, acrescenta ainda que o momento do calcio é de fragilidade financeira, fato que pode tirar Gabriel da mira dos italianos:

“Não sei como estão os clubes no Brasil, mas nossos times aqui passam por uma grande dificuldade econômica, por conta do dinheiro que entrava das bilheterias e dos associados, que não entram mais por conta da crise sanitária. Fato que tira dos clubes a liquidez do caixa, fundamental para pagar as despesas cotidianas de um clube”

Finaliza Jacobelli.

Entrada da Amazon no mercado

Como noticiei aqui no meu blog do portal ESPORTESNET, a gigante das entregas deve investir para a compra dos direitos do campeonato italiano, lá na Bota. Para Xavier o dinheiro proveniente dessa negociação seria uma injeção de ânimo em todo o mercado.

“Um golpe de oxigênio para o futebol, dito que a crise do novo coronavirus ocasionou numa dificuldade muito grande, por parte dos times da Série A, vejo muito positiva a entrada de outras mídias”, finalizou o diretor. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.