Deu W.O!

Deu W.O!

21/08/2019 0 Por Vanderson Pavani

Jogadores do Figueirense não entram em campo diante do Cuiabá na Arena Pantanal, pela Série B 2019 

Os jogadores do Figueirense não entraram em campo e o time perdeu por W.O para o Cuiabá pela série B 2019.A atitude dos atletas foi motivada pelos reflexos da crise financeira no Figueira, com atrasos no pagamento de salários e direito de imagem, depósito de FGTS e outras questões.

Há dois anos houve um caso semelhante no futebol nacional, na Série C.

Sem receber salários e outros direitos concedidos pelos seus contratos, os atletas do Figueirense decidiram não entrar em campo contra o Cuiabá, em partida que seria válida pela Série B nesta terça (20). Com isso, o time de Mato Grosso ficou com a vitória por 3 a 0.

A Elephant, empresa que gere o futebol do Figueira, disse no último domingo que acertaria os salários de julho e os dois meses de direitos de imagens no dia 28, mas os jogadores exigiam o pagamento até esta terça.

Durante o dia, o advogado Felipe Rino, que representa os jogadores, afirmou através de uma nota que eles não entrariam em campo se não tivessem a garantia do pagamento dos salários atrasados, o que incluiria o acerto com funcionários e jogadores das categorias de base.

Às 19h15, horário indicado para a saída dos jogadores do hotel para a Arena Pantanal, nenhum dos atletas apareceu. A situação só mudou às 20h25, quando a delegação deixou o hotel em direção ao estádio. Na chegada, nenhum dos atletas conversou com a imprensa.

A equipe chegou a se aquecer no vestiário, mas esperava um documento em que a Elephant se comprometia a quitar seus débitos no dia 28. Em caso de não quitação, a empresa teria que se comprometer a deixar o clube.

Sem acordo, o Cuiabá e os árbitros fizeram todo o protocolo, incluindo o hino nacional. E oito minutos antes do prazo final, o Figueirense deixou o estádio, sacramentando a decisão de W.O.

Por causa da decisão dos atletas, o Figueirense deve ser denunciado no Artigo 203 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de “deixar de disputar, sem justa causa, partida”.

A equipe pode receber uma multa de 10 mil a 100 mil reais. Em caso de um segundo W.O., o time pode ser excluído da competição.

Após a confirmação do W.O., o Figueirense publicou uma nota sobre o acontecimento:

“O Figueirense Futebol Clube comunica que a decisão de promover o W.O. na partida da Série B do Campeonato Brasileiro desta terça-feira, 20 de agosto, contra o Cuiabá, em Mato Grosso, é exclusiva dos jogadores profissionais relacionados para o confronto.

Vale ressaltar que a comissão técnica se apresentou normalmente para a disputa e o setor de logística do Alvinegro promoveu todos os procedimentos prévios para entrada em campo dos atletas”.