CATS terá novo treinador em 2020

04/10/2019 0 Por Gustavo Neri

Diego Souza, camisa 10 e campeão brasileiro da série B pelo Palmeiras em 2003, assume o comando do CATS

O clube Atlético Taboão da Serra terá um novo comandante para a temporada 2020. Trata-se de Diego Souza, com passagens por Palmeiras e grandes clubes no Japão. O meio-campista será o treinador pelo segundo ano consecutivo do time Taboanense de juniores, que disputará a Copa São Paulo 2020 e agora também treinador do time principal.

Diego Souza participou do programa Esporte Mania desta última quinta-feira, na rádio Esportesnet. Em sua primeira entrevista como treinador efetivado do Cats, Diego contou suas perspectivas para a nova função, os principais desafios e os métodos de trabalho que pretende utilizar.

Perguntado sobre as mudanças que vem aparecendo no futebol brasileiro nos últimos anos, Diego revelou estar estudando e se aprimorando para a nova função.

“Agora em julho de 2019 eu tirei a licença nível B da CBF. No curso você aprende como lidar com a categoria de base. Qualquer um sabe dar treino, porque tem muitas opções, mas temos que saber periodizar, e explicar porque estamos fazendo isso, explicar os treinamentos antes de ser aplicado e depois passar um Feedback aos jogadores para saberem se realmente eles entenderam o que treinaram.”

CATEGORIA DE BASE

Diego enfatizou a utilização das categorias de base de forma correta. Visando um trabalho motivacional, o novo treinador quer manter os garotos focados durante toda a preparação para a Copa São Paulo, e assim fazer uma boa campanha. Levá-los ao futebol profissional também é um de seus objetivos nesta nova função.

“Nós estamos lidando com sonhos, são garotos ainda e precisam de apoio. Todos querem chegar no profissional. Mas não basta saber lidar com os garotos, precisa estudar, se aprimorar, gerir vestiário. 

Durante o curso da CBF eu aprendi que o segredo de um bom trabalho é ter uma boa comissão técnica.”

 

FILOSOFIA

O futebol vistoso de Flamengo e Santos foi um dos temas abordados por Diego Souza durante o programa, para explicar sua filosofia de jogo.

“Na minha opinião, hoje os dois melhores treinadores do futebol brasileiro são estrangeiros. Sampaoli e Jorge Jesus, eles não estão fazendo nada de muito novo no futebol brasileiro, mas infelizmente alguns treinadores brasileiros não estão se atualizando e estão ficando para trás. Eu vejo o time do Corinthians e não me agrada. A forma com que o Carille joga não me agrada, mas tem resultado! Vamos fazer o que?”

Diego Souza também fez questão de deixar claro o estilo preferido de jogo e como ele pretende implementa-lo agora como treinador.

“Eu jamais vou ser um treinador retranqueiro, eu não gosto disso. Eu prefiro que meu time tenha seis dentro da área para fazer o gol e os outros quatro pressionando”

O ex-palmeirense citou a vontade de fazer uma despedida para selar o encerramento da carreira de jogador e no fim de sua participação reiterou a vontade de fazer não apenas um jogo, mas um campeonato.