Blog do Ricanelo: Italiano, Caso GabiGol, Neymar e Puyol

Blog do Ricanelo: Italiano, Caso GabiGol, Neymar e Puyol

26/09/2019 0 Por Ennio Ricanelo

O velho continente está pegando fogo, de punto a capo. Dentro e fora dos gramados.

Apesar de atípico, a Europa teve uma rodada no meio de semana e teve início na terça (24). No Calcio a Juventus bateu o Brescia por 1-2, apesar de ter saído atrás no marcado, e conquistou o melhor resultado da atual era Sarri, partida chave para o novo comandante bianconero que vivia um início instável na Juve, depois da vitória Maurizio declarou que “já pegou a mão da equipe”.

É bom que tenha “pego” mesmo, já que a atual heptacampeã italiana hoje ocupa o segundo posto na classificação da Série A, perdendo o capo para a excelente Internazionale. Outra squadra que mudou de técnico da temporada passada para essa, trazendo o Mister Itália, Antonio Conte.  Os Nerazzurri continuam 100% no campeonato, vencendo a Lazio hoje (25) no Giuseppe Meazza por 1-0, gol de D’Ambrosio.

Ainda falando do lado blu de Milano, e um pouco sobre o nosso futebol, o futuro de Gabigol continua indefinido. Como já havia repercutido no Esporte Mania da última semana a diferença entre valores é o maior “problema” da negociação com o Flamengo. A equipe italiana pede 8 milhões de Euros pelo passe definitivo, o Flamengo só pode pagar 6. Ventilou-se a possibilidade de uma parceria viabilizar a contratação, até hora, essa saída ficou no plano das idéias.

O fato é que Gabriel pode até não ser plano para os italianos, mas também não seria um empecilho. A sua primeira passagem por lá foi marcada por rinchas, brigas e falta de respeito diante do ex-treinador Spalletti. Bem… ele já se foi e a vinda de Conti pode mudar as coisas  – Além também dos números fantásticos de Gabriel aqui no Brasil nas últimas duas temporadas e a saída de Mauro Icardi para o PSG, são agravantes que dificultarão a vida do Mengão.

¡ Puyol dijo no al Barça!

Após inúmeras investidas, Puyol disse não para a proposta de assumir o comando da direção de esportes da equipe catalã. Ele era um pedido de Lionel Messi que qualificou o ex-capitão como a pessoa correta para o posto, além de muito profissional e ser de extrema confiança.

“Puyol seria ideal para esse cargo, não sei se ele aceitaria, pois não falei com ele. Como imagem e por aquilo que foi como jogador e pelo que significa para este clube, seria a uma escolha acertada”, declarou o Melhor do Mundo.

No entanto o ex-companheiro recusou a pedida alegando estar mergulhado em projetos pessoais e que dificultaria sua entrega por completo ao clube. O anuncio foi feito pela conta oficial do atleta no Twitter.

Derrota do PSG pela liga francesa faz piorar a pressão sobre Neymar na França.

“Vaso” foi desse modo que os cronistas franceses da MSC definiram a participação de Neymar na derrota dos parisienses contra o Reims, no parque dos Príncipes, por 0-2, hoje (25). Apesar de o brasileiro ter marcado duas vezes nas últimas duas partidas, o clima não parece ter melhorado. Na saída de campo vaias ecoaram.

Ennio Ricanelo, da redação.