Grande é o interesse no investimento em renda fixa e renda variável. Cada tipo tem sua especificidade e pode garantir diferentes benefícios para o investidor. Os investimentos de renda fixa, por exemplo, aumentam sua rentabilidade com o crescimento dos juros, como a taxa Selic. No primeiro trimestre de 2022, a taxa básica de juros da economia subiu em 2.5 ponto percentual, de acordo com o Comitê de Política Monetária. 

São oito altas seguidas, passando de 9,25% para 11,75% apenas este ano.  De acordo com matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo, a guerra na Ucrânia fez a inflação aumentar mais do que o esperado e a busca por investimentos em renda fixa crescerem. Os juros altos garantem que o investidor tenha um retorno positivo, mas algumas pessoas que passaram a se aventurar recentemente no mercado financeiro podem ter prejuízos se não estiverem atentas às variações.

Para Fabio Ramos, Head de Renda Fixa da Saron Investments, é muito benéfico este tipo de investimento mesmo após a redução da taxa de juros – que não deve ocorrer tão cedo, visto que o índice pode chegar até a 12,75% no final de 2022, de acordo com boletim Focus do Banco Central. “Clientes que aproveitaram o timing do mercado para incluir títulos de boa rentabilidade na carteira poderão colher bons rendimentos no longo prazo”, afirma. 

Mesmo havendo alta na taxa Selic neste ano, alguns investimentos continuam rentáveis, afirma o Head: “O melhor exemplo disso são os pré-fixados, que hoje seguido a Selic também estão sendo oferecidos por taxas acima de 12% ao ano, e que mesmo após a redução das taxas de juros continuarão com este rendimento contratado”, explica o especialista. 

Ramos ainda aponta para outro tipo de título rentável a longo prazo. “Outro título interessante para o longo prazo é o chamado juros reais, ou IPCA+ (ex.: IPCA + 6%). Ele é chamado de juros reais, pois irá pagar uma taxa pré-fixada acima da inflação (medida pelo IPCA)”, afirma.

Segundo matéria publicada no portal Exame, apenas 5% dos investidores têm algum tipo de assessoria especializada. Tal serviço tende a possibilitar uma compreensão maior para quem inicia neste tipo de mercado, auxiliando em especificidades do setor como : 

– Facilidade para diversificar a carteira
O maior conhecimento a respeito dos investimentos também traz outro benefício: a facilidade de diversificação da carteira. Esta é uma forma de fazer aportes em produtos de investimento variados. Com esse cuidado, o investidor não fica atrelado aos riscos ou rendimentos de apenas uma alternativa. Variando as escolhas, os riscos são diluídos e a rentabilidade potencializada.

– Acesso a diversos tipos de investimentos
Devido a restrições de risco e/ou liquidez, alguns investimentos só estão disponíveis para investimento através de assessoria. Isso se faz necessário para garantir o correto detalhamento das características daquele investimento.

– Gerenciamento de riscos
A assessoria de investimentos também ajuda em um melhor gerenciamento de riscos. Afinal, investir no que não conhece representa maior exposição ao perigo. Ao ter mais conhecimento, diversificar e tirar dúvidas, pode-se ter mais segurança.

– Investimentos de acordo com cada perfil
Um dos pontos fundamentais para escolher investimentos é saber o perfil do investidor. São três possibilidades: os conservadores, os moderados e os arrojados. Cada um tem diferentes resistências aos riscos relacionados aos investimentos. Os conservadores são aqueles que prezam pela segurança, já os arrojados conseguem suportar mais riscos em boas oportunidades. Os moderados são um meio termo entre os dois perfis anteriores. Logo, as escolhas de cada um podem ser muito diferentes.

Para saber mais, basta acessar: http://saroninvestments.com.br/