Toronto Raptors vence o Golden State no primeiro confronto da final/NBA

Toronto Raptors vence o Golden State no primeiro confronto da final/NBA

31/05/2019 0 Por Vanderson Pavani

Jogo 1 das finais tem vitória do Toronto Raptors sobre o favorito Golden State, jogo foi no Canadá

Em noite especial de Pascal Siakam, o Toronto Raptors venceu o Golden State Warriors por 118 a 109, em casa, na Air Canada Centre, e saiu na frente nas finais da NBA.

O ala-pivô camaronês marcou 32 pontos e foi o grande destaque da noite em que a equipe canadense mostrou mais uma vez sua força defensiva e a variedade de seu ataque.

O camaronês de 25 anos, que recebe apenas o nono salário mais alto da folha dos Raptors, teve uma estreia memorável na decisão.

Recorde

Os 32 pontos anotados foram a maior marca de um jogador na primeira partida em uma final da NBA desde 2012, quando Kevin Durant fez 36. Durante o jogo, Pascal também chegou a converter 11 arremessos seguidos: melhor sequência de um atleta na decisão da Liga nos últimos 20 anos segundo o Elias Sports Bureau.

O jogo

Atuando em casa, o Raptors começou muito bem a partida. O ritmo da equipe era ao mesmo tempo veloz e paciente, trabalhando bem os passes no ataque, principalmente no garrafão, até achar jogadores em vantagem.

O problema era a mão quente de Stephen Curry, com três bolas de três só no primeiro quarto, se tornando o recordista histórico em arremessos de três pontos nas finais da NBA.

E se o pivô espanhol foi o destaque do primeiro tempo, Pascal Siakam mostrou porque é o jogador que mais evoluiu na temporada da NBA.

O ala-pivô camaronês colocou a partida no bolso no terceiro quarto, com 14 pontos, levando Draymond Green à loucura na defesa. O ala-pivô do Warriors, com quatro faltas, precisou ir para o banco. Stephen Curry, como de costume, voltou pegando fogo, mas não o suficiente para virar o jogo.

As estrelas do time da Califórnia, inclusive, não tiveram muita ajuda de seu elenco de apoio. Sem Durant, os “Splash Brothers” Klay e Curry bem que tentaram, mas não foram brilhantes.

Do banco, Jerebko e Kevon Looney fizeram bem o trabalho sujo no garrafão, mas DeMarcus Cousins, de volta após lesão, não teve boa atuação.

No quarto período, o show de Siakam foi completo. Dentro ou fora do garrafão, o camaronês mostrou seu atleticismo fora do normal para dominar a defesa da equipe de Oakland e terminar a partida com 32 pontos.

 

Melhores momentos

No ESPORTESNET você sempre tem muito mais esporte