Pescaria no Pacaembu: Palmeiras goleia Santos e assume a liderança isolada do Brasileirão

Pescaria no Pacaembu: Palmeiras goleia Santos e assume a liderança isolada do Brasileirão

19/05/2019 0 Por admin

A noite de sábado foi de pescaria para o Palmeiras. Jogando diante da sua torcida que lotou as arquibancadas do Pacaembu, o Verdão fisgou o Peixe, goleou seu rival por 4 a 0 e assumiu a ponta do Campeonato Brasileiro.

Com 13 pontos em 15 possíveis, o Palmeiras começa a competição com o pé direito. Além de assumir a liderança provisória, a equipe de Felipão estende sua marca invicta no Brasileirão. Agora são 28 jogos de invencibilidade.

Já o Peixe perde momentaneamente duas posições na tabela de classificação, embora continue com um aproveitamento de 66,6% após cinco jogos. O Santos buscará a recuperação na próxima rodada contra o Internacional, na Vila Belmiro.

O confronto

O duelo entre Palmeiras e Santos começou logo no vestiário. Jorge Sampaoli, técnico do Peixe, fez várias alterações em sua equipe, deixando-a mais defensiva e compactada. Em contrapartida, o Verdão entrou em campo com força máxima e com a proposta de atacar seu rival.

A estratégia do argentino precisou ser alterada logo aos cinco minutos de jogo, quando Gustavo Gómez apareceu livre dentro da área santista após cobrança de falta de Dudu e abriu o placar no Pacaembu.

Com muita agressividade na marcação, os mandantes engoliram o esquema de jogo dos visitantes, que parecia perdido no jogo. Bruno Henrique roubou a bola de Diego Pituca no meio de campo e lançou Dudu, que achou o centroavante palmeirense para ampliar o marcador.

Os gols marcados pelo Palmeiras fizeram com que a equipe recuasse e desse campo para o Santos jogar. No entanto, o Peixe não conseguia encaixar a troca de passes e chegar com perigo na meta alviverde, embora tivesse mais espaço nas quatro linhas. Um primeiro tempo memorável para o torcedor palmeirense e ao mesmo tempo tenebroso aos santistas.

ESTATÍSTICAS DO PRIMEIRO TEMPO (SOFASCORE)

Posse de bola: Palmeiras 41% x 59% Santos

Finalizações (no alvo): Palmeiras 10 (4) x 6 (1) Santos

Chances reais de gol: Palmeiras 3×0 Santos

Segundo tempo

Quem começou a tomar a iniciativa no início do segundo tempo foi o Santos. Em desvantagem no placar, Sampaoli sacou Jean Lucas e colocou Jean Mota visando dar mais cadência e amplitude no meio campo santista. Não aconteceu.

As falhas que a equipe alvinegra acumulou na primeira etapa foram repetidos e o Verdão não aliviou. Felipe Jonathan errou um passe fácil no meio-campo, resultando em uma arrancada de Raphael Veiga, que finalizou, e contou com um desvio da zaga santista no caminho, para fazer 3 a 0 e matar de vez o jogo.

E no final deu tempo para mais um. Em contra-ataque mortal, Dudu tirou onda com a defesa do Santos e apenas ajeitou com carinho a bola para Hyoran anotar mais um e enterrar a equipe da Baixada.

FORAM BEM: DUDU, GUSTAVO GÓMEZ E FELIPE MELO

O time do Palmeiras inteiro foi destaque na vitória sobre o Santos, mas essa trinca de atletas merece um destaque especial.

Dudu: o cara da partida. Além das três assistências precisas para os gols de Gustavo Gómez, Deyverson, o camisa 7 alviverde participou muito do jogo, chamou a responsabilidade e foi o melhor atleta da equipe.

Gustavo Gómez: um monstro na zaga. Perfeito nos desarmes e ainda fez um importante gol logo aos cinco minutos de jogo, que desestabilizou completamente o Santos. Atuação memorável.

Felipe Melo: o melhor jogador do Palmeiras em 2019. É incrível ver a evolução do camisa 30 no ano. Está falando menos e jogando muito mais futebol. Sozinho, conseguiu anular o meio-campo rival. Sua ótima saída de bola é outro ponto a ser destacado. Grande atuação.

FORAM MAL – DERLIS GONZALEZ, FELIPE JONATHAN E PITUCA

Em situação diametralmente oposta à do Verdão, o Santos teve uma atuação para esquecer. Todo o time foi mal, principalmente os citados acima.

Derlis: o paraguaio recebeu uma nova oportunidade de Jorge Sampaoli após uma sequência de jogos no banco, porém não correspondeu. Errou tudo o que tentou e ficou perdido na zaga palmeirense. Ainda levou um amarelo que o tira do próximo jogo da equipe.

Felipe Jonathan: Outra aposta do comandante argentino, o lateral-esquerdo não conseguiu repetir aquele grande desempenho do jogo contra o Grêmio em Porto Alegre. Deu muito espaço e não ajudou no ataque como deveria. Dois gols do Palmeiras saíram do seu lado ou de suas falhas.

Diego Pituca:  não conseguiu repetir as boas atuações no jogo contra o Palmeiras. Pelo contrário estava irreconhecível. Falhou no segundo gol do Verdão, cometeu muitas faltas e deu muita liberdade para o lado direito do Palmeiras.

 

LUAN E GUSTAVO GÓMEZ ULTRAPASSAM 900 MINUTOS SEM TOMAR GOL

A goleada do Palmeiras teve um gostosinho especial para a dupla de zaga palmeirense que ultrapassou mais de 900 minutos consecutivos sem ser vazada.