Cruzeiro tem boa atuação, mas esbarra na defesa corintiana

Cruzeiro tem boa atuação, mas esbarra na defesa corintiana

08/06/2019 0 Por ESPORTESNET

Ex-parceiros de trabalho e agora adversários, os encontros entre as equipes de Mano Menezes e Fábio Carille sempre geram expectativas sobre quem levará a melhor: mestre ou aprendiz. Dessa vez, houve igualdade. Apenas um empate sem gols entre Cruzeiro e Corinthians e um mínimo ponto para cada equipe.

 

Nada como um dia após o outro, ou melhor, uma partida após a outra. Seja para deixar de lado o desempenho ruim que o Cruzeiro vem tendo no Campeonato Brasileiro ou para amenizar a recente eliminação na Copa do Brasil, caso do Corinthians, uma vitória é sempre bem-vinda para melhorar o clima.

Mas nenhum dos times conseguiu garantir os três pontos. Na tarde desde sábado (08), Cruzeiro e Corinthians não conseguiram sair do 0 a 0, no Mineirão.

O Jogo

Se tratando de equipes comandadas tanto por Mano Menezes quanto por Fábio Carille, é de se esperar que a postura defensiva seja sempre o destaque. E foi isso que deu o tom do primeiro tempo. Os dois times começaram a partida estudando um ao outro, sem correr muitos riscos e com dificuldades para se infiltrarem na área adversária. A primeira finalização só surgiu aos dez minutos e foi do lado cruzeirense.

A partir daí o Cruzeiro liderou o número de finalizações durante a primeira etapa: dez contra apenas duas do Corinthians. Mas nada que se traduzisse em gols.

Na segunda etapa, o Corinthians decidiu acompanhar o ritmo do Cruzeiro e voltou mais vivo para o jogo. Ainda assim, o time mineiro continuou superior no número de finalizações. E podemos arriscar a dizer que a Fiel torcida quase não sentiu falta de Cássio, convocado pela seleção brasileira. É que Walter, substituto de Cássio, foi o nome do jogo. Fez defesas difíceis e evitou que a equipe voltasse para a casa com a derrota.

Outro detalhe é que, preferindo sempre jogar no contra-ataque, o Corinthians teve mais posse de bola durante todo o jogo. Estratégia ou não do Cruzeiro em abrir mão da posse, funcionou. Ter o controle da bola para propôr o jogo, algo que o time paulista não está acostumado, além da falta de espaços para finalizar, influenciaram no resultado final. E nas vezes em que teve chances de abrir o placar, Fábio deu conta do recado.

Desempenho na tabela:

Mesmo se tratando de um campeonato de pontos corridos, com jogos ainda para acontecer, o saldo foi mais positivo para o Corinthians do que para o Cruzeiro. O recém eliminado da Copa do Brasil, figura na metade de cima da tabela, na nona colocação até o presente momento.

Já Cruzeiro, que tem emplacado uma sequência de empates e derrotas, precisa ligar o sinal de alerta: apesar de estar na 14ª  posição, a diferença dele para o último colocado, Avaí, é de apenas quatro pontos.

Próximas partidas

As duas equipes ainda têm mais um compromisso antes da parada para a Copa América: em busca da recuperação, o Cruzeiro vai até a Arena Castelão enfrentar o Fortaleza, no dia 12, à partir das 21h.

Também no dia 12, uma quarta-feira, a Vila Belmiro será palco do clássico Santos x Corinthians, à partir das 21h30.

 

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians (twitter oficial SC Corinthians).