Caso Batatais: STJD aplica punição ao clube e CATS pode ser beneficiar

Caso Batatais: STJD aplica punição ao clube e CATS pode ser beneficiar

11/09/2019 0 Por ESPORTESNET

Batatais recebeu suspensão de duzentos e quarenta dias, o que impediria Fantasma de disputar o próximo Estadual

A vida do Batatais não esta fácil.

Depois de ter seus últimos jogos na primeira fase da Copa Paulista suspensos por suspeita de manipulação de resultados durante o Paulista A3 deste ano, o Fantasma foi condenado nesta segunda-feira pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP), em medida que ainda cabe recurso. O novo ‘gancho’ é válido por 240 dias, além de uma multa de R$ 70 mil.

RELEMBRE O CASO

Dessa forma, o Fantasma só estaria liberado para retornar aos gramados em 8 de abril de 2020, ficando impossibilitado de entrar em campo durante toda da primeira fase do próximo Campeonato Paulista da Série A3 – acarretando, portanto, em queda para a Segundona Paulista. Assim, existe a expectativa para saber o que a Federação Paulista de Futebol (FPF) irá fazer.

Uma das possibilidades é confirmar a exclusão do clube batataense. Dessa forma, o Paulista A3 poderia ser disputado por 15 equipes ou ainda por 16 – o que faria com que a atual edição da Segundona Paulista ofereça três acessos, e não os dois previstos em regulamento. O imbróglio só deve ser definido no Conselho Arbitral, previsto para acontecer em outubro.

O técnico Thiago Oliveira, o secretário Paulo Cesar Gardellini e o atacante Everton Fernando Gilio, o Tom, também foram punidos. Outros quatro atletas, o vice-presidente Marcos Roberto Leandro e Reginaldo Revelino Jandoso, que integrava a comissão técnica, seguem sendo investigados e não estão livres do caso.

O treinador Thiago Oliveira, conversou com a reportagem do ESPORTESNET sobre o caso.

O treinador afirma que foi citado por omissão. Ele questiona como pode ser citado e punido por omissão, se não tinha conhecimento do que estava ocorrendo.

Ainda sobre o caso, Thiago Oliveira afirma que já esta tomando as devidas providências para esclarecimentos.

CATS interessado

A punição ao Batatais beneficia diretamente o Clube Atlético Taboão da Serra, que com a perda de pontos e punições ao Batatais, escaparia do rebaixamento para a quarta divisão paulista.

A permanência do Tricolor da Serra na terceira divisão estadual é uma garantia de renda e visibilidade maior ao clube presidido por Anderson Nóbrega.

Anderson elogiou o trabalho da FPF.

O que diz o regulamento da terceira divisão paulista:

Art. 15 – Terão direito de acesso à Primeira Divisão – Série A3 de 2020 os 02 (dois) Clubes classificados para a fase final da Competição.

§1º – Em caso da não participação de algum Clube classificado para o Campeonato Paulista de Futebol Profissional – Primeira Divisão – Série A3 de 2020, terá também acesso o Clube que obtiver a melhor campanha no Campeonato Paulista Sub23 de Futebol Profissional – Segunda Divisão 2019, dentre os perdedores que disputaram a fase semifinal.

§2º – Este acesso somente será concedido quando a não participação do Clube classificado para o Campeonato Paulista de Futebol Profissional – Primeira Divisão – Série A3 de 2020 for oficializada antes da realização do respectivo Conselho Técnico.

§3º – A fim de assegurarem seu direito de acesso, os Clubes mencionados neste artigo deverão atender todos os requisitos previstos no RGC. 1

CONFIRA A NOTA DO TJD

01 – Por maioria de votos, condenaram:

a) o Batatais F.C., por infração ao art. 239, do CBJD, na multa de R$ 70.000,00 e na suspensão por duzentos e quarenta dias, já debitados os trinta dias de afastamento cautelar, absolveram o Batatais F.C., da denuncia por infração ao art. 243-A.;

b) Condenaram Paulo Cesar Gardellini, Secretário do Batatais F.C. por infração ao art. 239 do CBJD, na multa de R$ 1.000,00 e na suspensão por duzentos e trinta dias, absolvido na denuncia por infração ao art. 243-A;

c) Condenaram Thiago de Oliveira Santos, treinador do Batatais F.C., por infração ao art. 239 do CBJD, na multa de R$ 1.000,00 e na suspensão por cento e vinte dias e, por infração ao art. 243-A,do CBJD, foi multado em R$ 1.000,00 e suspenso por 6 partidas;

d) Absolveram o atleta Everton Fernando Gilio, do Batatais F.C., da denuncia por infração ao art. 239 do CBJD, e o condenaram, por infração ao art. 243,§ 1º, do CBJD, na multa de R$ 10.000,00 e na suspensão por quatrocentos dias.

Houve divergência de votos, cujo Auditores com votos vencidos, Drs. Fernando Alberto Ciarlariello e Carlos Alberto de Braga Fiuza, farão declarações de votos em apartado.

Determinaram, ainda, em razão de fortes indícios de participação de outras pessoas abaixo relacionadas, que contribuíram de formas comissivas e ou omissivas, a continuidade das investigações, onde poderão exercer sob o crivo do contraditório, a mais ampla defesa possível, das imputações que porventura lhe forem irrogadas:

Marcos Roberto Leandro, Conselheiro e Vice-Presidente do Batatais FC.

Atletas do Batatais FC.; Alan Fernando de Lima Tobias; Paulo Diego Messias dos Santos; Diego Santos e Felipe Henrique da Silva Jandoso, além do técnico Reginaldo Revelino Jandoso.

Excluida, por questão humanitária, qualquer investigação contra o senhor José Luis Lobanco Arantes, Presidente do Batatais F.C.

A requerimento das partes, fica determinado o cumprimento do artigo 138, parágrafo único do CBJD.

Julgamento realizado pela E.3ª Comissão Disciplinar, Presidente-Dr. Fernando Alberto Ciarlariello, Dr. Marcelo Augusto Gondim Monteiro – Relator; Drs. Carlos Alberto de Braga Fiuza e Candido Spínola Alvarenga Júnior e o Procurador da 3ª Comissão Disciplinar, Dr. Joel dos Passos Mello.Processo 797/2019.

Fonte: FI