Buffon dá adeus ao PSG depois de atuar apenas uma temporada

Buffon dá adeus ao PSG depois de atuar apenas uma temporada

05/06/2019 0 Por Thais Nogueira

Em comum acordo, Gianluigi Buffon e PSG decidiram não renovar o contrato. O experiente goleiro ficou apenas uma temporada no clube.

 

Nesta quarta-feira (05), foi divulgado nas mídias socias do Paris Saint-Germain a saída do goleiro Gianluigi Buffon. Gigi, como também é conhecido, chegou ao clube em julho do ano passado e disputou apenas 25 partidas.

Aos 41 anos, o italiano ainda não se pronunciou se vai se aposentar ou se estaria à procura de um novo clube.

Trajetória vitoriosa

Como muitos compatriotas, Buffon jogou boa parte de sua carreira na Itália, seu país natal. Começou atuando pelo Parma, onde ficou seis anos. E o seu auge se deu na Juventus, equipe que defendeu por 17 temporadas.

Pela Vecchia Signora, Gigi faturou nove vezes o Campeonato Italiano e cinco Copas da Itália. Foi na mesma época em que atuava pela Juventus, em 2006, que Buffon conquistou o título mais cobiçado por um jogador de futebol, a Copa do Mundo.

A chegada ao PSG

Apesar da bem sucedida carreira, Buffon nunca escondeu o desejo de ganhar o inédito título da Champions League. Foram dois vices campeonatos nos tempos de Juventus.

O projeto ambicioso e milionário do Paris Saint-Germain para ganhar o torneio continental atraiu a atenção do goleiro. Então, em julho de 2018, ele se transferiu para o futebol francês.

Mesmo chegando com status de estrela do futebol mundial, Buffon teve que disputar a posição com o jovem goleiro Areola e acabou ficando na reserva a maior parte do tempo, atuando em apenas 25 partidas na temporada e um único título conquistado, o Campeonato Francês.

A frustração pela final da Copa da França perdida nos pênaltis além da eliminação na Champions League podem ter pesado na decisão do veterano em deixar o time francês.

Abaixo, o comunicado oficial de Gianluigi Buffon sobre sua saída:

“Obrigado a todos por tudo o que tive a oportunidade de experimentar em Paris. Obrigado pelas emoções que compartilhamos juntos. Doze meses atrás, cheguei ao Paris Saint-Germain cheio de entusiasmo, acolhido pelo incrível calor dos fãs. Foi realmente emocionante. Obrigado, mais uma vez, do fundo do meu coração.

Parto feliz por ter desfrutado dessa experiência que, sem dúvida, me ajudou a crescer. Hoje minha aventura fora da Itália chega ao fim. Gostaria de agradecer ao presidente Nasser Al-Khelaïfi, a todo o clube e aos meus companheiros de equipe.

Desejo-lhe tudo de bom, e estou convencido de que juntos você vão escrever as páginas de uma história maravilhosa. Ernest Hemingway escreveu que existem apenas dois lugares no mundo onde as pessoas podem viver felizes: em casa e em Paris. De hoje em diante, isso também se aplica a mim: Paris, de alguma forma, sempre será minha casa … Allez Paris! Obrigado e boa sorte com tudo!”