100 vezes Neymar

100 vezes Neymar

10/10/2019 0 Por Gustavo Neri

Na marca de 100 jogos, Neymar se consolida entre os maiores jogadores da seleção brasileira, mesmo entre altos e baixos

Neymar em entrevista de homenagem a 100 jogos pela seleção (foto – Lucas Figueiredo CBF)

Neymar chegou ao 100° jogo com a camisa da seleção brasileira, no amistoso contra Senegal. Amado por uns e odiado por outros, o então camisa 10 da seleção vai se consolidando como um dos maiores jogadores brasileiros da história. Os números compravam.

São exatamente 9 anos e dois meses desde a primeira partida servindo a seleção. O dia 10 de Agosto de 2010 não poderia ser melhor para Neymar: gol e vitória do Brasil por 2 a 0 sobre os Estados Unidos. A equipe brasileira era comandado à época por Mano Menezes, o primeiro a convocar Neymar.

Pela seleção, o craque conquistou até agora apenas o título da Copa das Confederações de 2013. Uma lesão no ligamento do tornozelo direito sofrida nos primeiros minutos do amistoso diante do Catar o impediu de defender o País na Copa América deste ano.

É bem verdade que a carreira do atacante na seleção brasileira é colocada em xeque por alguns, devido a falta de títulos expressivos, como uma Copa do Mundo.

Porém, tal fato não apaga o brilho de Neymar na seleção. São 61 gols e 41 assistências em 100 jogos, uma média superior a uma participação direta em gols (gols e assistências) por partida na seleção brasileira. A média de Neymar, somando gols e assistências, também é superior a jogadores campeões do mundo e ídolos na seleção, como: Zico, Romário e Ronaldo Fenômeno. Ficando atrás apenas do maior de todos, Pelé.

“são muitas decepções, derrotas, comete-se muitos erros. Mas se você for um cara que batalha no final de tudo você consegue redimir seus erros. Estou muito feliz por atingir essa marca. Nem nos melhores sonhos imaginei que isso pudesse acontecer” afirmou Neymar em entrevista coletiva.

O camisa 10 da seleção nunca foi unanimidade entre os torcedores brasileiros, muito por sua personalidade e atitudes extracampo, do que propriamente o futebol jogado. Porém, repito, de fato Neymar está marcado como um dos maiores jogadores da história da seleção brasileira. Mesmo amado por uns, odiado por outros. Os números mostram isso.