A+ R A-

Após primeira vitória na A2, atacante Negueba diz que Nacional briga pelo acesso

 

Com a conquista dos três pontos na última rodada, clube paulista encosta no G8 da competição

 

Por: Ana Cibele/WP Assessoria Esportiva – (12/02/2019)

     O começo de temporada não foi como o esperado, porém a vitória por 1 X 0 sobre o São Bernardo trouxe alívio ao time do Nacional. Na estreia do técnico Jorginho, o atacante Negueba, um dos líderes do elenco, recebeu a missão de atuar improvisado na lateral direita. Com mais uma boa atuação, mesmo fora de sua posição de origem, Negueba comemorou o fato de tirar o peso da primeira vitória na Série A2 do Paulistão.

     ‘Creio que essa vitória foi de muita importância. Nós viemos de dois jogos muitos importantes, em que tivemos a chance de sairmos vitoriosos mas não conseguimos. Então agora com essa primeira vitória, vamos começar a crescer na competição’, comemorou o atacante, dessa vez, improvisado na lateral direita. 

     Por se tratar ainda do início da temporada, a tabela da Série A2 segue bem embolada. Tanto que, mesmo conquistando apenas a sua primeira vitória no torneio, o Nacional saltou à décima colocação, ficando apenas a 4 pontos do G8, que leva a segunda fase da competição. Para Negueba, o elenco do clube agora pode se acomodar, mas sim focar na briga pelo acesso após a conquista do primeiro triunfo.

    ‘Não Podemos ficar tranquilos com a primeira vitória, mas sim próximos do nosso objetivo que é estar no G8’, afirmou Negueba.

     A equipe do Nacional e o atacante Negueba voltam a campo nesta quarta-feira (13), quando o time recebe em casa o Sertãozinho, às 16h (Horário de Brasília).

 

 

Negueba Nacional WP Assessoria ESPORTESNET Fev 2019

Hoje no Flamengo,atleta relembra momentos difíceis: "catava ferro velho para ir treinar"

     Pelas ruas de Resende, a 160 km da capital do Rio de Janeiro, a atacante do Flamengo/Marinha, Flávia Giovanna, coletava ferro velho pela cidade para ir aos treinamentos aos 15 anos, no Volta Redonda FC, seu primeiro clube.
 
     - Já no meu primeiro clube, que era o Volta Redonda, eu catava ferro velho na rua para poder ir treinar todos os dias. Eu catava tudo, ferro, latinha, panela, garrafa, papelão, plástico, fio e bateria.
 
     A distância percorrida diariamente até o local onde treinava pela a equipe do Voltaço, era de 51 km. Flávia, com pouca estrutura familiar, sempre correu atrás dos seus sonhos praticamente sozinha. Apesar da falta de incentivo, a atleta não esconde o amor pela família. 
 
    - Fui criada pelos meus avós, não tive apoio deles, pois eles têm 12 filhos, além dos netos. Sempre corri atrás de tudo sozinha, mas eu entendia a situação. São as pessoas que eu mais amo.
 
     Dentre várias dificuldades superadas, a atacante relata a passagem por um time de interior de São Paulo, onde teve que lidar com a dispensa do clube por conta de não agredir uma atleta adversária. 
 
     - O técnico desse time, que continua sendo o mesmo até hoje, pediu para eu machucar uma atleta da Portuguesa. Eu disse que não, e então ele me mandou embora no dia do meu aniversário, me mandando embora do alojamento e do clube. Na época, meu salário era de R$350,00 e eu ainda pagava a auto escola. Como fiquei sem clube, tive que parar também.
 

     O Flamengo/Marinha estreia no Campeonato Brasileiro no dia 17 de Março. O Rubro-Negro tenta o seu segundo título na modalidade, já que foi campeão em 2016.

     Em 2018, o Flamengo perdeu na semi-final para a equipe do Corinthians.

 

b9e6e29b-2b2d-47d2-b730-1bbcebfc4318

Atleta campineira de tiro com arco é selecionada para o Grand Prix do México

 

Ana Machado foi um dos destaques da primeira seletiva brasileira da modalidade esportiva em 2019

     Entre os dias 25 e 27 de janeiro, a cidade de Maricá, no Rio de Janeiro, recebeu a primeira seletiva brasileira do tiro com arco, em 2019, para o Grand Prix do México. Na categoria arco recurvo feminino, cerca de 16 atletas entraram na disputa por apenas quatro vagas. Uma delas foi conquistada pela arqueira campineira, Ana Machado, que foi aprovada na seletiva e irá representar o Brasil na competição mexicana entre os dias 12 e 17 de março.

     Considerada por técnicos brasileiros e estrangeiros como uma grande promessa do tiro com arco, a jovem de apenas 19 anos voltou recentemente da Coreia do Sul, país que é referência mundial nesta modalidade. A atleta ficou por um mês no centro de treinamento Hyung Tak, para se preparar para conquistar uma vaga nas Olimpíadas de 2020, que acontecerá em Tóquio. “Tive a oportunidade de atirar com arqueiros do mundo todo e de conseguir aprender muito. O coach Kim, com quem eu treinei, modificou bastante a minha técnica, então agora o meu foco é continuar treinando para me adequar a essas mudanças”, disse Ana Machado.

     Natural de Campinas (SP), Ana Clara Machado pratica Tiro com Arco desde 2009 e, atualmente, representa o Brasil em competições internacionais desta modalidade. Indicada pelo medalhista olímpico Tande (Vôlei) como promessa de medalha para as próximas Olímpiadas, a atleta já soma alguns títulos, como: 4° lugar na Olimpíada da Juventude em Nanjing 2014, Campeã Sul Americana cadete 2016, Vice-Campeã Pan Americana cadete 2016, Vice-Campeã nos Jogos Sul Americanos 2018, Campeã por equipe nos Jogos Sul Americanos 2018 e Vice Campeã Pan Americana juvenil 2018.

 

 

Ana Machado Tiro com Arco ESPORTESNET 2019

 

Tragédia no Ninho do Urubu deixa dez mortos e três feridos

     Um incêndio tomou conta de um dos alojamentos do centro de treinamentos da equipe do Flamengo enquanto jovens dormiam na manhã desta sexta-feira, 8, na zona oeste do Rio de Janeiro.  Até o momento 10 mortos foram confirmados.

     De acordo com informações do G1, as chamas atingiram o espaço onde dormiam atletas do time de base, entre 14 e 17 anos. Eles não moravam no Rio de Janeiro, por isso residiam no local. Três adolescentes ficaram feridos, um deles em estado grave e foi encaminhado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra. Ainda não informações oficiais sobre a identificação das vítimas, no entanto, os bombeiros chegaram a dizer só tinham adolescentes do local.

     Muitas dúvidas pairam agora sobre as condições que estes atletas encontravam-se neste local, sistema de segurança. Tudo será apurado pelas autoridades locais.

     De acordo com bombeiros ouvidos pela reportagem da BandNews no local, não havia quaisquer obstrução ao alojamento no momento da chegada dos profissionais do Corpo de Bombeiros.

     Uma funcionária do alojamento que pegou fogo no Centro de Treinamento do Flamengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, diz que ouviu um “estouro” logo que chegou para trabalhar, na manhã de hoje.

     A testemunha, que falou à reportagem da BandNews FM sem se identificar, afirmou ainda ter visto um dos meninos colocar um celular para carregar na tomada e faíscas saindo do aparelho. O incêndio deixou pelo menos dez mortos e três feridos.

     A movimentação de funcionários, familiares e jogadores é intensa da porta do Ninho do Urubu, mas equipes de segurança impedem a aproximação de familiares, curiosos e profissionais da imprensa.

     O jovem Samuel Barbosa, que faz parte da equipe Sub-16, sentiu o cheiro da fumaça por volta das 5h30 da manhã, alertou um amigo e conseguiu fugir. Segundo o pai dele, Washington Luiz, o garoto está muito abalado e chorando.

      Felipe Cardoso, meia da equipe sub-17 do Flamengo, informou que o incêndio no Centro de Treinamento Ninho do Urubu começou em seu quarto, no ar-condicionado. O jogador deu a informação ao canal "Coluna do Flamengo".

    - O incêndio começou no meu quarto. O ar-condicionado começou a pegar fogo e eu saí correndo. Graças a Deus consegui correr e estou vivo.

 

Jovens feridos:

Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos, de Fortaleza (CE);

Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos;

Jonathan Cruz Ventura, 15 anos, o mais grave.

 

 

Relação dos Mortos:

 

 

Arthur Vinicius

 

Athila Paixão

 

Bernardo Piseta

 

Christian Esmério

 

Gedson Santos

 

Pablo Henrique

 

Samuel Thomas

 

Victor Isaías

 

Jorge Eduardo

 

Kykelmo de Souza Vianna

 

 

 

 

     Segundo familiares dos jogadores, o treino de hoje havia sido cancelado e os meninos que moram na cidade foram liberados para dormir em suas casas.

     Também conhecido como Ninho do Urubu, em Vargem Grande, o local é utilizado pela equipe de base e pela profissional do Flamengo.

 

WhatsApp Image 2019-02-08 at 09.18.19

 

 

WhatsApp Image 2019-02-08 at 09.18.19 1