A+ R A-

Atleta campineira de Tiro com Arco lança financiamento coletivo em busca de uma vaga na Olímpiada de Tóquio 2020

 

 

Valor arrecadado irá possibilitar que a jovem treine por um mês na Coreia do Sul, país que é referência nesta modalidade esportiva

     Com apenas 19 anos, a campineira Ana Machado é considerada por técnicos brasileiros e estrangeiros como uma grande promessa do tiro com arco. Praticando esta modalidade esportiva desde 2009, a atleta é bicampeã Brasileira juvenil e representa o Brasil em competições internacionais desde 2013. Entre os títulos que ela vem conquistando nesta posição destacam-se o 4° lugar na Olimpíada da Juventude em Nanjing 2014, o 1° lugar na Categoria Recurvo Cadete do Campeonato Sul-Americano de Tiro com Arco, na Argentina, e 2° lugar nos Jogos Sul Americanos 2018.

     Diante de tantos títulos e potencial, o desafio atual de Ana Machado é conseguir uma vaga na Olimpíada de Tóquio 2020 e alcançar o pódio olímpico. “Um dos primeiros passos na realização deste sonho é conseguir treinar por pelo menos um mês na Coreia do Sul, país que é referência nesta modalidade. Por isso, lancei um financiamento coletivo para arrecadar os fundos necessários para a viagem, já que até o momento eu não conto com patrocínios”, conta a jovem.

     Com uma meta de 20 mil reais, a “vaquinha” online traz como contrapartida a oportunidade de patrocinar uma possível atleta olímpica e a contribuição para o desenvolvimento e popularização de um esporte com pouca tradição no país. “Entre as recompensas, estão o boné que ganhei do Time Brasil nos Jogos Sul Americanos 2018 e o alvo usado quando bati meu recorde indoor, ambos autografados por mim”, finaliza.

     Para contribuir com a campanha, acesse: https://www.kickante.com.br/campanhas/colaborem-meu-treinamento-na-coreia

 

Tiro com Arco Ana Machado ESPORTESNET 2018 001

Spartans Football busca vaga na final da Pick Six Cup

 

 

Equipe de Santo Amaro enfrenta o São José Jets em casa

     Neste domingo (21), o Spartans Football tem um importante desafio pela frente. A equipe chegou à semifinal da Pick Six Cup, torneio que reúne 12 equipes de Futebol Americano de São Paulo. O confronto será contra o São José Jets e visa vaga na grande final da competição. A partida será realizada às 14h, no Centro de Treinamento Touchdown. Mais cedo, às 10h, no mesmo local, São Bernardo Avengers e São Roque Fighters definem a outra vaga para a decisão. A entrada é gratuita.

     “Eu espero que o Spartans, no próximo jogo, seja um time que tenha entendido os conceitos. Todos os conceitos e as bases da fonte que eu bebo, que é a fonte da psicologia do esporte. Eu venho aplicando isso, desde que assumi a equipe. Espero que, nessa reta final do campeonato, a equipe tenha entendido. Meu maior trabalho tem sido na parte psicológica”, declarou Thiago Diniz - o Chiplay, Head Coach do Spartans Football.

     Ainda segundo Chiplay, o trabalho emocional é realizado com jogadores e comissão técnica. “Eu venho trabalhando com a comissão técnica uma ideologia até espartana, que é a de trabalharem em conjunto para entender que não é só campo, playbook, rota, posicionamento, não é só isso. Eles tiveram três campeonatos esse ano, sendo dois deles simultâneos. Então, não adianta eu forçar aquilo neles que está muito cansado, que é o corpo. Eu quero forçar a mente, pra fazer com que eles sejam pessoas de mente muito forte, de pensamentos fortes. É o que vai fazer o Spartans ganhar ou perder: a mente”, afirma. E ressalta: “Essa semana todos vão tomar alguns choques sobre a responsabilidade que temos neste fim de semana. Assim que eles absorverem isso, acredito que conseguirão apresentar um belíssimo jogo”.

     Para Flávio Peñas Jr., LB do Spartans, esse é um momento que exige muita concentração de toda a equipe. “Estamos nos preparando da melhor forma possível, confiamos no trabalho de nossos treinadores. Estamos trabalhando duro para identificar nossas falhas, corrigi-las e chegarmos a essas finais dando o melhor de nós. Nossa torcida pode esperar muita garra e determinação.”, declarou o atleta. E você? Vai perder esse jogão?

Serviço:

Spartans Football x São José Jets

Data: 21/10 – domingo
Horário: 14h
Local: Centro de Treinamento Touchdown – Rua Peixe Vivo, 155, Santo Amaro/Interlagos
ENTRADA GRATUITA

Foto Igor Barboza 4

 

Foto Igor Barboza 5

 

Eleição presidencial no Palmeiras terá primeiro capítulo

 

 

 

O clima eleitoral que envolve o país também começa a agitar a vida política palmeirense. Após as definições na última semana das chapas dos candidatos que concorrem à presidência do clube alviverde para o próximo triênio, a qual aponta de um lado Maurício Galiotte, atual presidente, que luta pela reeleição, e do outro Genaro Marino, vice-presidente, postulante ao cargo máximo como opositor, as composições e conversas já agitam os bastidores do Verdão.

O primeiro embate dos candidatos já tem data marcada. Ontem, 15 de outubro (segunda-feira), houve a votação das chapas pelo Conselho Deliberativo para aprovação e assim serem decidida no pleito de 24 de novembro pelos sócios quem será o presidente do Palmeiras nos próximos anos. Por 146 votos foi aprovada a chapa 100 de Mauricio Galiotte e por 83 votos a chapa 200 de Genaro Marino.

Genaro Marino tem como base de apoio para a sua candidatura ser aprovada junto aos conselheiros uma aliança com o ex-presidente Mustafá Contursi, que faz oposição ferrenha a atual administração, por não concordar com a visão profissional que o clube adota e invariavelmente articula manobras para vetar as contas superavitárias de Galiotte, junto ao Conselho de Orientação e Fiscalização (COF), onde ele tem grande influência.

Calcula-se que Mustafá lidera um grupo de cerca de 50 conselheiros, já Genaro possui um contingente menos expressivo de cerca de 25 correligionários. Considerando esses números, a candidatura da oposição encabeçada por Genaro só se torna viável devido a união com Mustafá. Tanto que eles tem se encontrado periodicamente para tratar dessa amarração política. Publicamente, na última festa social realizada no clube alviverde em setembro, o Jantar dos Veteranos, ambos chegaram juntos para a confraternização.

Por outro lado, Galiotte certamente possui mais de 100 votos junto aos conselheiros, entre os quais encontram-se Leila Pereira e Seraphim Carlos Del Grande que são desafetos públicos do grupo de Mustafá e Genaro.

Recentemente, os grupos de Mustafá e Genaro trabalharam unidos para frear a reforma estatutária, que foi aprovada pela maioria tanto no Conselho Deliberativo quanto no voto dos associados. Genaro tem um relacionamento antigo com Mustafá Contursi, inclusive sendo seu diretor social entre 1997 e 2004.

Mustafá Contursi Palmeiras ESPORTESNET Divulgação 2018 002

 

Antigo presidente Palmeirense, Mustafá Contursi se reune com Genaro Marino, candidato ao pleito.

 

Mustafá Contursi Palmeiras ESPORTESNET Divulgação 2018 001

 

 

Mustafá  Contursi Palmeiras ESPORTESNET Divulgação 2018 001

Antigo presidente Palmeirense, Mustafá Contursi se reune com Genaro Marino, candidato ao pleito.

 

Autor: Fernando Galuppo

CONMEBOL quer México e MLS na Libertadores

 

A ideia é contar com as equipes do México e MLS a partir de 2020

 

 

    A Libertadores caminha para expansão rumo a América do Norte. Sim, a CONMEBOL busca aproximação novamente com os mexicanos e agora quer também a MLS, a liga americana, na Liberta.

     Afinal, a Conmebol abriu conversas para retornar com os times do México e ainda incluir franquias da MLS na competição continental a partir de 2020. A notícia foi publicada incialmente pela ESPN nesta segunda-feira e confirmada pelo GloboEsporte.com.

     Inclusive, os contratos comerciais já assinados preveem essa ampliação para a América do Norte, tanto para o México quanto para MLS. As conversas ainda são bem embrionárias, e haveria muitas questões esportivas a tratar. Por exemplo, se aumentaria o número de times na competição ou se diminuiria o número de vagas para os países da Conmebol.

     Os mexicanos disputaram a Libertadores até 2016, quando decidiram abrir mão da disputa por conta das mudanças implementadas pela Conmebol. Dentro da insatisfação, destacaram problemas para conciliar os calendários, além de insatisfação com a redistribuição de vagas. O México seguiria com três times, o Brasil subiria para sete, e a Argentina para seis.

     Presentes na Libertadores desde 98, os times mexicanos participaram do torneio com 18 clubes diferentes ao longo desses 18 anos. Nunca foram campeões, não tinham direito à vaga no Mundial de Clubes nem com título, mas chegaram a três finais, com o Cruz Azul, em 2001, Chivas, em 2010, e Tigres, 2015.

     Já os times da MLS nunca disputaram a competição sul-americana. Assim como os mexicanos, eles buscam vaga para o Mundial de Clubes através da Champions da Concacaf e a aproximação visa ampliar a visibilidade do torneio pelo planeta.

 

 

 CONMEBOL LIbertadores MLS Futebol 2020 ESPORTESNET arte Banner

 

 

Vallim deixa a Inter de Limeira

     Três anos de uma passagem vitoriosa, assim pode ser definida a história de João Vallim com a Internacional de Limeira.

     Desde o dia 10 de outubro ele não faz mais parte da comissão técnica da equipe do interior. Com Vallim, o Leão evitou um rebaixamento para a quarta divisão paulista em 2016, após este baque o time foi muito bem na A3 em 2017, subiu para a A2 deste ano. Em 2017 aindafoi vice da Copa Paulista, o que levou o clube a disputar, pela primeira vez, a Copa do Brasil, sendo eliminada pela Ponte Preta na segunda fase.

     João Vallim ainda tornou-se o segundo técnico com mais jogos no comando da Inter de Limeira, com 89 jogos(42V, 21E e 26D), superando Levir Culpi.

    Vallim também tem marcante passagem pelo Clube Atlético Taboão da Serra, onde fez parte da comissão técnica na implementação do futebol profissional pelo clube em 2004 quando o CATS sagrou-se campeão Paulista da quarta divisão.

     Mesmo com uma passagem vitoriosa, a política interferiu na decisão, o clube tem eleições marcadas para o fim do ano e o trabalho corria risco de ser descontinuado, logo, o treinador de antecipou a quaisquer situação desagradável - Declarou o treinador ao ESPORTESNET.

 

João Vallim Inter de Limeira ESPORTESNET 2017 001