A+ R A-

Libertadores...vergonha brasileira

 

Libertadores 2014 Clubes Brasileiros ESPORTESNET

 

     A Libertadores começou com o atual campeão sendo do Brasil, o Atlético Mineiro, com o Grêmio fazendo a melhor campanha na primeira fase, considerado favorito, o Cruzeiro campeão Brasileiro de 2013 e os surpreendentes de 2013, Atlético-PR e Botafogo.

     Vou analisar em partes, sem mencionar resultados.

     O Galo mineiro entrou na competição como o badalado campeão da última edição do torneio, mas seu futebol caiu, Ronaldinho Gaúcho não é mais o mesmo, a saída de Cuca foi suprida de forma erronea pelo presidente Kalil o hoje fraco Paulo Autuori que vive de seu passado. Levir Culpi chegou em cima da hora para tentar o impossível, juntar os cacos...e o Atlético honrou o lema da torcida: caiu no Horto...ta morto, só que quem morreu foi o Galo. Kalil tentou minimizar dizendo que a culpa é toda dele pela eliminação precoce, sim concordo em partes, pois ele cometeu erros homéricos após a conquista da Libertadores, fazendo com que o reflexo chegasse ao time.

     O Grêmio veio bem na primeira fase, passando com tranquilidade para as oitavas. Parecia tudo bem, o substituto de Renato no comando, Enderson Moreira vinha mostrando bom trabalho, até as finais do Gaúchinho, contra o Internacional, com o tricolor Gaúcho perdendo as duas partidas em casa e fora, sendo que a partida em cada perdeu por 4 a 0, derrubou a equipe. Mas pode-se dizer: mas todos dizem que o estadual não vale nada. E realmente não vale, mas como dizia o filósofo: clássico é clássico e vice versa. O Grêmio não se encontrou após ser atropelado pelo Inter, caindo já na segunda fase do torneio continental, nos penais para o fraco Atlético Nacilnal da Colômbia.

     O Flamengo é o Flamengo, fraco, desorganizado, uma zona administrativa e futebolística, uma vergonha a uma das maiores torcidas do mundo. O time veio capengando a competição inteira e no Maracanã para uma pífia equipe mexicana sucumbiu diante de sua torcida.

     O Atlético-PR fez tudo errado...tinha o comando do bom Vagner Mancini no Brasileirão de 2013, além do experiente Paulo Baier, que levaram a equipe a se classificar de forma surpreendente a Libertadores, ai o presidente do clube, o Sr. Petrália entra em cena e manda o veterano Baier embora e o treinador também...e ainda trouxe o "imperador" Adriano, doente para tentar tirar o foco das deficiências do time. Resultado, eliminação na primeira fase, Adriano foi embora e o clube esta uma zona, candidato ao rebaixamento...no nacional.

    O Botafogo é outro que é um modelo de má gestão, trouxe Seedorf, fez uma linda campanha no nacional ano passado, ai em 2014, começa perdendo jogadores, assina contrato com uma empresa acusada de pirâmide financeira, não consegue saber como anda o Engenhão, fica sem dinheiro, lá o mês esta durando 90 dias, só passou vergonha na Liberta. Mas trouxe o Sheik para o Brasileirão...tentativa de amenizar o buraco.

     O campeão brasileiro, Cruzeiro, não deu show, mas na hora que mais precisou se impor e mostrar força, Dagoberto, rejeitado no São Paulo vem se tornando peça importante no time, assim como Fábio. Um grupo bem equilibrado, não é extraordinário, mas sua estrutura, equilíbrio podem fazer dele o favorito ao título e única esperança brasileira no torneio.

     Só termos um clube na Libertadores é sim um sinal de alerta terrível para o péssimo nível do futebol nacional.

     Estádios incríveis, clubes com centros de treinamento de nível mundial, mas a desorganização, violência nos estádios, falta de profissionalismo, mostram a falência do esporte número 1 do país.

     E em nossos vizinhos a coisa esta pior, o péssimo campeonato argentino ficara pior, com o aumento do torneio para 30 clubes, somente um estádio em condições de receber jogos, o de Mar Del Plata. Os demais países da América do Sul então são dignos de torneio do Desafio ao Galo, lembram? Mas mesmo o Brasil estando anos luz a frente do restante do continente no que tange estrutura para treinamento e jogos, preparação física e fisioterapia esportiva, nossos dirigentes e o péssimo trabalho de base destroem o futebol em uma crise de talentos poucas vezes vistas.

     Agora é torcer para o Cruzeiro.

 

Libertadores Quartos de final 2014 ESPORTESNET