A+ R A-

Clássico paulista termina em 1 a 1

Jadson Leandro ESTADAO ESPORTESNET 2014 001Jadson disputa bola com Leandro, ex-saopaulino estreou bem com a camisa do Timão.

 

 

     Corinthians e Palmeiras se encontraram no Pacaembu na tarde de domingo. Um dia de muita chuva, mas 22.000 torcedores foram ao "Velho Paca".

    Em campo duas equipes que vivem realidades distintas no péssimo paulistinha, o Timão esta sem vencer a muitas rodadas e do outro lado o Palmeiras que esta navegando em mares tranquilos neste inicio de campeonato.

     O Corinthians que vive um turbilhão político, muitas incertezas e a presidência sem tomar uma atitude com relação as facções criminosas que dominam o futebol e recentemente invadiram o CT do Timão, sem nenhuma atitude firme do clube para cortar esta péssima relação. Por outro lado, Mano tenta e muito remontar a equipe, com a chegada de Jadson, trocado com Pato com o São Paulo, o treinador tem um meia para ser a ligação do ataque com o meio, já que o talentoso Renato Augusto infelizmente se machuca demais e tudo indica que Danilo esta com os dias contados no time de Parque São Jorge e mesmo com a perda do líder Paulo André e a suspensão do inconstante Sheik, o timão fez um bom segundo tempo, abrindo o placar com Romarinho, que parece só conseguir jogar bem contra o Palmeiras e no resto do ano, só engana a fiel torcida.

     O centenário Palmeiras veio a campo com excesso de confiança e querendo manter a invencibilidade...e conseguiu, depois de defesas salvadoras de Fernando Prass que começa a cair nas graças da torcida pelas excelentes intervenções, o selecionável Alan Kardec empatou de cabeça. Para os que pagaram para ver um bom jogo de Valdívia, decepção, ele sumiu o jogo todo, não fez nada e foi o problema palmeirense, o restante do time manteve a boa média, sem ser espetacular.

 

Alan Kardec Palmeiras ESTADAO ESPORTESNET 2014 001

 

O "selecionável" Alan Kardec, deixou o seu no clássico.

 

Treinadores errando e acertando

     No duelo dos treinadores, desta vez ao menos, méritos a Gilson Kleina que foi feliz em todas as substituições ao jogar o Palmeiras para frente sem deixar a eficiência de marcação de lado, já Mano Menezes, no melhor momento do Timão no jogo fez péssimas substituições e fez a equipe recuar demais, dando espaço para a criação do time, lógico que a troca de Jadson pelo bom Renato Augusto se fez necessária pois o novo 10 do Timão ainda não esta 100% e por isso precisava sair.

     O time de Parque São Jorge que começou o segundo tempo com muita velocidade pecou ao perder muitas chances quando o Palmeiras não vinha para o jogo e isto fez Kleina perceber o que precisava mexer para fazer o time alviverde jogar mais.

     O "diamante" montado por Mano Menezes no meio campo corinthiano funcionou bem, tirando a velocidade do bom contra ataque palestrino, mas ele errou ao não fazer o time fechar as pontas no segundo tempo ao ver as alterações de Kleina.

    O primeiro tempo foi um arremedo de jogo de futebol, talvez digno do péssimo campeonato paulistinha, mas não de um dos maiores clássicos do mundo, como Corinthians e Palmeiras, mas no segundo tempo sim, um jogo já dentro da importância de um clássico deste porte.

   Agora é aguardar para ver se Mano consegue arrumar a casa Corinthiana e se o Palmeiras conseguira manter o nível com o elenco que montou durante o ano, pois paulisitinha não é parâmetro para avaliar a equipe, serve mais como pré-temporada.

 

Ficha do jogo:

 

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Gil, Felipe e Uendel; Ralf, Guilherme, Bruno Henrique (Ramírez) e Jadson (Renato Augusto); Romarinho (Jocinei) e Paolo Guerreiro. Técnico - Mano Menezes.

 

PALMEIRAS - Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Wellington (Diogo) e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley, Mazinho (Marquinhos Gabriel) e Valdivia; Leandro (Mendieta) e Alan Kardec. Técnico - Gilson Kleina.

 

GOL - Romarinho, aos 15, e Alan Kardec, aos 37 minutos do segundo tempo.

 

ÁRBITRO - Raphael Claus.

 

CARTÕES AMARELOS - Jadson, Guilherme, Guerrero, Mendieta, Lúcio, Leandro e Valdivia.

 

RENDA - R$ 668.660,50.

 

PÚBLICO - 22.222 pagantes.

 

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).