A+ R A-

Quando jogar mal não é novidade...

Neymar 17 Junho 2015 Copa America ESPORTESNET 001

 

 

     E o Brasil perdeu para a Colômbia na Copa América. Você ficou frustado? Decepcionado? Chateado? Não deveria.

     O que acontece com a seleção é retrato não dos 7 a 1 na Copa de 2014, não por Dunga ser o treinador. Não, não é nada disto, o buraco é bem maior e mais profundo. Estamos assistindo um processo que vem acontecendo há uma década aproximadamente, com péssimos trabalhos, uma CBF que há mais de três décadas é uma entidade retrógrada e ditatorial e um esporte que parou no tempo, na apaixonite de alguns e no amadorismo de muitos.

     Hoje temos uma seleção sem identificação alguma. Fred, Douglas Costa, Firmino, são jogadores que nínguem nunca os viu, que não tem relação alguma com o futebol brasileiro e não digo pelo fato de jogarem fora, mas sim por não terem ligação com nada. A apatia da seleção que não é de agora, vem de erros sucessivos por parte da administração e do corpo técnico, onde temos Gilmar Rinaldi, por exemplo, empresário de dezenas de jogadores, que usa a CBF como balcão de negócios. CBF esta que teve como seus últimos presidentes, João Havelange, Ricardo Teixeira, José Maria Marin e Marco Polo Del Nero, todos ditadores, que não enxergam o potencial do negócio futebol e que não enxergam a gestão das seleções de base.

     O futebol brasileiro passa por uma crise sem precedentes, muito se discute por conta dos 7 a 1 na Copa do Mundo, mas não podemos esquecer nossos fracassos em olimpíadas, sul-americanos e nos mundiais de base. O Brasil vem há muitos anos sofrendo, perdemos a olímpiada para a inexpressiva seleção mexicana, terceiro escalão do futebol mundial, fomos eliminados em 2001 por Honduras, apanhamos de Noruega, ficamos a ver navios na última Copa América e nesta estamos também para cair. Até as eliminatórias sul-americanas que são as mais fáceis do mundo, vão se tornar um martírio para nossa seleção, hoje o único jogador que é unanime é Neymar, pois todo o restante é questionável, nosso ataque é uma piada, onde tivemos Hulk, Fred, Tardelli, Firmino, e Cia que são atacantes de segundo escalão no futebol mundial.

     É possível melhorar tudo isto? Sim, se valorizarmos profissionais de qualidade do futebol, trabalhar a base nos clubes com decência e não ficar usanco de cabide para encaixar ex-jgadores que nunca estudaram para ficar a cargo das divisões de base dos clubes, eles não tem capacidade intelectual, técnica e científica para moldar um atleta, enquanto isto, vemos países com "taxas de amostragem" menores realizarem o trabalho de forma correta e pautada e tendo resultados exelentes. Nos EUA por exemplo, um país continental como o nosso, mas com uma diferença: o futebol ou  "soccer" como eles chamam não é nem o quinto esporte entre o povo, mas o profissionalismo no trabalho quanto ao que tange a formação de profissionais de base vem dando resultados excelentes ao país que não é fã do futebol. 

     Devemos repensar muita coisa, não adianta só a MP do futebol, não adianta ficar discutindo o que fazer com o Brasileirão, se os clubes não são profissionais, se as federações atrapalham o desenvolvimento, porque para que tanto dinheiro para uma federação que só emite carteirinhas? Para que não podemos criar a Liga nacional, tirar da CBF que deveria somente cuidar das seleções como acontecem nos demais países.

    A derrota para a Colômbia não foi por acaso e não é um acidente de percurso é resultado de anos de péssimo trabalho de clubes e CBF formando péssimos jogadores e agora estamos com a pior geração do futebol brasileiro de todos os tempos, este tsunami vai demorar a passar e suas consequências ainda não sabemos.

No Tatico Fernando Alves Firmino ESPORTESNET 2015

Por: Profº Fernando Alves Firmino - Mtb: 71668/SP